Últimas de Estilo de vida

6 hábitos que todo homem deve adotar para prevenir o envelhecimento precoce

iStock Images
A pele do homem sofre menos com os efeitos do tempo, mas costuma ficar mais exposta; veja como evitar riscos imagem: iStock Images

Isabela Leal

Do UOL, em São Paulo

No quesito “pele boa” e saudável, os homens realmente saem na frente se compararmos com a cútis das mulheres. “Eles envelhecem mais lentamente porque o desgaste fisiológico é menor e por ter menos disposição a acumular gordura subcutânea, a flacidez de pálpebras e pescoço”, fala o geriatra Geraldo Cavalcante, médico ortomolecular especializado em envelhecimento saudável.

Eles, porém, se expõem a mais riscos que as mulheres. Principalmente no que diz respeito a estilo de vida. Por isso, mesmo tendo características a favor de uma pele saudável, eles também têm outras que favorecem as rugas. O UOL Beleza conversou com especialistas em envelhecimento e enumerou seis hábitos que previnem os sinais da idade na ala masculina. Veja abaixo: 

  • iStock Images

    Abandonar o fumo

    Homens fumam mais do que mulheres. De acordo com o Portal da Saúde, do Ministério da Saúde, no Brasil, em 2014, 12,8% deles se declararam fumantes contra 9% delas. "O tabagismo interfere em diferentes mecanismos biológicos que aceleram o envelhecimento da pele, aumenta a produção sebácea, alterando a oleosidade da pele e, quando este último processo é excessivo, desencadeia acne em adultos", aponta o dermatologista Marco Rocha, pesquisador da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). O especialista destaca ainda que a ação muscular repetida durante as tragadas leva ao aumento das rugas, principalmente as verticais do lábio superior.

    Imagem: iStock Images

  • iStock Images

    Evitar o sol

    A exposição a radiação solar é a campeã dos danos cutâneos. Ela é cumulativa e leva a várias alterações da pele, como degradação do colágeno, redução das fibras elásticas e lesões pré-cancerígenas. Geralmente, quando expostos a luz solar, os homens são menos propensos a adotar medidas de proteção. "Um estudo revelou que 41% deles nunca aplica o filtro solar", menciona Rocha, que evidencia a importância de se adotar outras práticas de proteção, como óculos escuros.

    Imagem: iStock Images

  • iStock Images

    Ter uma alimentação saudável

    Isso é básico. Uma nutrição balanceada favorece os aportes necessários para o funcionamentos das células, inclusive as cutâneas. Os homens tendem a negligenciar as refeições em nome de uma carga horária profissional pesada e sobrecarga no trabalho. Portanto, meninos, mais atenção com isso.

    Imagem: iStock Images

  • iStock Images

    Descansar o necessário

    A correria do dia a dia é tamanha que tem épocas em que o descanso fica mesmo em segundo plano. Sem delongas: esse é um péssimo hábito. "Privar o organismo do sono faz com que haja uma alteração da circulação na região das pálpebras. Uma das características comuns do processo de envelhecimento nos homens é o acúmulo de gordura ao redor dos olhos associado à flacidez local, isto é, bolsas e olheiras. O sono deve ser restaurador e reparador e com uma duração entre 6 e 9 horas por noite", indica a dermatologista Sara Bragança, do Rio de Janeiro (RJ), especializada em terapia ortomolecular.

    Imagem: iStock Images

  • iStock Images

    Evitar usar produtos cosméticos femininos

    Com essa onda da vaidade masculina despontando com força total, pode ser mais prático para os homens usar os cremes da mãe, esposa ou namorada, mas não é funcional. "Eles devem utilizar produtos de higiene e cosméticos desenvolvidos para homens, pois são específicos para as suas necessidades individuais como, por exemplo, uma pele oleosa ou cabelos com seborréia", diz o ortomolecular Geraldo Cavalcanti. Sara Bragança sugere o uso de cremes antioxidantes para neutralizar o estresse oxidativo a que os homens são expostos diariamente.

    Imagem: iStock Images

  • iStock Images

    Ir ao dermatologista

    Apesar de terem mudado bastante essa postura de uns anos pra cá, historicamente os homens não têm o costume de ir ao dermatologista. Eles vão ao cardiologista, ao oftalmologista, ao endocrinologista e etc., mas o médico cuja especialidade é a pele, no geral, parece não fazer parte das prioridades. Porém, isso não é saudável. "O dermatologista deve fazer uma análise detalhada da pele em busca de lesões que possam significar sinais de alarme e indicar uma rotina de cuidados individualizada para a pele do homem; como filtro solares com veículos especiais, hidratantes noturnos de acordo com a necessidade e higienizadores específicos para o tipo de pele. Além da indicação de procedimentos que têm a finalidade de corrigir sinais do envelhecimento que porventura já estejam instalados", resume Marco Rocha.

    Imagem: iStock Images

Topo