Beleza

7 óleos que já foram moda em tratamentos de beleza e besuntaram gerações

Getty Images
Pode até mudar a origem, mas os óleos nunca saem de moda imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

Entra ano, sai ano, uma coisa é certa: teremos um novo óleo para fazer milagres pela beleza. Ou pelo menos essa é a promessa. Relembre sete exemplares que foram febre e juravam ser a solução definitiva para pele, cabelo e unhas impecáveis.

  • Thinkstock

    Óleo de babosa (aloe vera)

    Hit das receitas da vovó, a babosa promete deixar o cabelo sedoso e brilhante. Além disso, oferece refresco para a pele. O tratamento baratinho é o favorito de artistas como Grazi Massafera e Marina Ruy Barbosa.

    Imagem: Thinkstock

  • Reprodução/Weleda

    Óleo de rosa mosqueta

    Outro queridinho das "alquimistas caseiras" é ideal para quem busca uma pele mais clara e livre de manchas. A solução possui ácido transretinoico e um aroma bem doce.

    Imagem: Reprodução/Weleda

  • Divulgação

    Óleo de amêndoas

    A promessa desse produto é ambiciosa: tratar estrias. A pele fica macia, a propaganda com a Xuxa dá uma enganada, mas nem se você entrar em uma banheira de óleo é capaz de evitar as marcas que ficam na pele após a gravidez e efeito-sanfona. Rico em proteínas, glicídios, vitaminas do grupo B, pró-vitamina A, minerais e ácidos graxos, melhora a elasticidade dos fios de cabelo.

    Imagem: Divulgação

  • Divulgação/Silvia Tonon

    Óleo de semente de uva

    Outro produto "multimilagre" que já fez muito sucesso em quem acredita no efeito natureba. Comprado a preços baixos em qualquer farmácia, promete ação antioxidante na pele (anti-estrias, antirrugas e anti-acne) e no cabelo.

    Imagem: Divulgação/Silvia Tonon

  • Divulgação

    Petróleo

    O famoso "banho de brilho" promete uma transformação em cabelos mais escuros ou avermelhados. À base de quina de petróleo, o tratamento não é o mais recomendado. Os óleos de origem mineral podem causar danos à pele, como o fechamento dos poros e a obstrução das glândulas.

    Imagem: Divulgação

  • Thinkstock

    Óleo de argan

    O "ouro do Marrocos" entrou no mercado em 2011 e nunca mais saiu. Com a promessa de ressuscitar o cabelo fragilizado, o produto ajuda sim a reduzir o frizz, aumentar a nutrição dos fios e combater os radicais livres.

    Imagem: Thinkstock

  • Thinkstock

    Óleo de coco

    No cabelo, na pele ou no cafezinho, esse óleo é o queridinho da vez. Entre promessas de hidratação e usos estranhos, o fato é que ele já faz parte da rotina de beleza de famosas como Angelina Jolie e Yasmin Brunet, e anônimas doidas por um tratamento mais natural.

    Imagem: Thinkstock

Topo