Beleza

9 tipos de cabelo colorido para entrar no clima da primavera

Cecília Leite

Colaboração para o UOL, de São Paulo

O inverno já está se despedindo para só retornar em 2017 e se tem algo que combina com a primavera são cores e flores. Nos últimos tempos surgiram variadas opções de cabelos coloridos para as moçoilas mais ousadas que adoram um visual divertido. E o filme “Esquadrão Suicida”, lançado em agosto no Brasil, conta com caracterização que ajudou a dar mais um respiro nessa moda, uma vez que Arlequina, interpretada pela atriz Margot Robbie, aparece com mechas em azul e vermelho (o visual é inspirado na versão original das HQ’S: a personagem usa chapéu de arlequim bicolor). 

  • Divulgação

    Mechas coloridas

    É a técnica usada no cabelo da Arlequina, de "Esquadrão Suicida", mas desde os anos 80 é reproduzida no mundo todo pelas fã de Cyndi Lauper, por exemplo, e até mesmo em uma versão caseira popular: lembra da brincadeira de tingir com papel crepom colorido? Se animou e pensa em testar alguma cor nova, aposte nas mechas, principalmente porque é mais fácil se livrar delas depois.

    Imagem: Divulgação

  • Reprodução/Instagram

    Arco-íris

    A técnica do "rainbow hair", ou cabelo de arco-íris, trabalha com as sete cores do fenômeno óptico: vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, anil e violeta. A proposta é descolorir os fios por completo e, para conquistar o efeito, fazer pequenas mechas com todas as cores da lista. A modelo Chloe Norgaard, superbombada no Instagram, é uma das responsáveis por propagar a tendência pelo mundo.

    Imagem: Reprodução/Instagram

  • Reprodução/Instagram

    Cor de doce

    Na técnica de tingimento "candy color", ou cor de doce, os tons pastel são a pedida. Inspire-se nas cores típicas de algodão-doce para não errar. Ainda assim, dá para conquistar efeito aos poucos, com muita paciência e diversas lavagens até os tingidos em tons intensos desbotarem. A apresentadora Kelly Osbourne é uma das famosas que aderiu e não deixou mais de usar.

    Imagem: Reprodução/Instagram

  • Reprodução/Instagram

    Blocos de cores

    A marca gringa de cosméticos Pravana criou um kit com seis nuances diferentes que não se misturam entre si. O resultado são cores que ficam magicamente separadas em blocos, o chamado "color block hair". Hoje a técnica já é reproduzida em vários salões, inclusive no Brasil, mas é indicado fazer apenas com profissionais no assunto, pois a chance de dar errado é enorme.

    Imagem: Reprodução/Instagram

  • Reprodução/Instagram

    Pixelado

    No "pixalated hair", em português cabelo pixelado, o processo é tingir partes do cabelo com várias cores, em diferentes matizes e localizações, para criar desenhos geométricos. O resultado é inspirado no defeito na imagem do computador, ou seja, imita os quadrinhos dos pixels quando travam na tela.

    Imagem: Reprodução/Instagram

  • Reprodução/Instagram

    Cabelo de sereia

    Do inglês "mermaid hair", a inspiração para o cabelo de sereia não podia vir de outro lugar que não o próprio mar. Por isso, as cores são sempre azul, verde e suas nuances. Se quiser mergulhar de vez no estilo, também vale usar extensões longas com pontas levemente onduladas.

    Imagem: Reprodução/Instagram

  • Reprodução/Instagram

    Perolado

    A técnica "pearl hair", ou cabelo perolado, é inspirada no efeito de uma pérola ao reluzir. E não precisa tingir todos os fios, o perolado é conquistado com camadas de cores translúcidas em pequenas partes do cabelo.

    Imagem: Reprodução/Instagram

  • Reprodução/Instagram

    Cabelo de galáxia

    Assim como o color block, também é uma técnica que foi inspirada no jeito de vestir: lembra da moda das leggings de galáxia? No cabelo, basta escolher as cores mais adequadas para conseguir o efeito: verde, azul e lilás são apostas certas.

    Imagem: Reprodução/Instagram

  • Reprodução/Instagram

    Cabelo tie-dye

    É a técnica que tinge uma mesma porção de fios em tonalidades diferentes ao longo do comprimento. A inspiração claramente veio do tingimento de roupas dos hippies --na técnica tie-dye, ou seja, de colorir tecidos amarrados. A graça toda está em conseguir reproduzir o efeito psicodélico das roupas na cabeça.

    Imagem: Reprodução/Instagram

Topo