Beleza

Marcas clássicas apostam em fórmulas originais para se manter em atuação

Carol Salles

Colaboração para o UOL, em São Paulo

Em um mercado extremamente voraz no qual surge uma infinidade de novos produtos, as empresas tradicionais de cosméticos acabam tendo que encarar, naturalmente, o desafio de se reinventar. Adaptar-se aos tempos atuais e aos novos gostos é difícil, mas não impossível --e algumas marcas com décadas de atuação continuam a atrair novos consumidores, preservando também a confiança dos mais antigos.

A lista de estratégias é vasta, mas entre as principais medidas está a de continuar a produzir os cosméticos mais tradicionais seguindo fórmulas originais. Junto a isso, embalagens e rótulos geralmente ganham linhas e cores mais modernas, sem, no entanto, perder o ar vintage –e a gente sabe como os jovens hoje em dia adoram o que é “antiguinho”, dos itens para beleza às roupas de brechó.

“A questão é que esses produtos não precisam ser velhos. Eles podem se atualizar sem perder a essência, e é isso o que fazemos na Granado e na Phebo”, conta Sissi Freeman, diretora de marketing das duas empresas, ao UOL.

Mas não é só de tradição que as marcas se mantêm. Outro fator comum é o aumento no portifólio. A Minancora, por exemplo, começou há 100 anos como uma pomada antisséptica para combater espinhas e frieiras. Ainda que o item continue fazendo sucesso, hoje o título se desdobra em uma linha completa de cuidados faciais, com sabonetes, um tônico e um hidratante.

“Nós acreditamos que toda marca é um organismo vivo, que deve se adaptar às mudanças, no decorrer do tempo”, diz Júlia Ribas, gerente de marketing da Leite de Rosas, empresa que tem 87 anos de mercado. “Os consumidores de hoje são mais conscientes e exigentes, além de ávidos por novidades. Ser criativo e único se tornou uma responsabilidade diária da marca”, afirma Júlia.

Outro bom indicador dessa repaginação é a maneira de se comunicar com o público. Lojas bem montadas, como as da Granado, e contas ativas em redes sociais como Instagram e Facebook, além de sites com pegada moderna, indicam a vontade de manter a relevância em qualquer tempo. 
 

Os best-sellers das marcas tradicionais de beleza

  • Divulgação

    Leite de Colônia

    A loção foi criada em 1948. Em 2013, a marca passou por uma repaginação que envolveu embalagens e produtos. Hoje, o portfólio é formado por tônicos e espumas de limpeza facial, lencinhos umedecidos e a loção original, em quatro fragrâncias diferentes. O produto campeão de vendas ainda é a loção mais tradicional, de embalagem rosa. Loção de Limpeza, da Leite de Colônia. Preço sugerido: R$ 3,60 (100 ml) e R$ 5,90 (200 ml). Informações: 08000111145

    Imagem: Divulgação

  • Divulgação

    Leite de Rosas

    Em 1929, Francisco Olympio de Oliveira mudou-se do Amazonas para o Rio de Janeiro. Foi lá que ele criou a loção. Ao longo de décadas, novos produtos foram desenvolvidos. Hoje, a marca já conta com desodorantes, sabonetes, hidratantes e talco. Os produtos se dividem nas linhas tradicional, à base de rosas brancas; refrescante, com chá verde; intenso, com óleo de argan. Leite de Rosas. Preço sugerido: R$ 5,85 (170 ml). Informações: 08007043646

    Imagem: Divulgação

  • Divulgação

    Minancora

    Em 1915, Eduardo Gonçalves e Adelina Moreirao registraram a fórmula da pomada. O nome surgiu da junção de Minerva, Deusa da Sabedoria, e Âncora, alusão à permanência de Eduardo no Brasil. Hoje, a pomada continua como produto de maior sucesso, mas a empresa também tem sabonetes, esponja, tônico e hidratante. Pomada Minancora. Preço sugerido: R$ 8. Informações: 0800477676

    Imagem: Divulgação

  • Divulgação

    Vasenol

    Em 1870, o químico inglês Robert Chesebrough descobriu que resíduos de petróleo acumulados em bombas de campos petrolíferos apresentavam grande poder de cicatrização. Assim nascia a vaselina, matéria-prima do principal produto da multinacional Vasenol, a Geleia de Vaselina. No Brasil desde 1975, a marca tem uma extensa linha de hidratantes corporais. Geleia de Vaselina Original. Preço sugerido: R$ 12,94. Informações: 0800-7077512

    Imagem: Divulgação

  • Divulgação

    Granado

    Em 1870, quando foi fundada pelo português José Antônio Coxito Granado, a Granado era uma farmácia que manipulava produtos vegetais, em Teresópolis (RJ). O famoso Polvilho Antisséptico foi criado em 1903 pelo irmão de Coxito, João Bernardo. A fórmula é a mesma até hoje. A farmácia original hoje é uma loja que abriga a linha de cosméticos da marca. Polvilho Antisséptico Tradicional Granado. Preço sugerido: R$ 7. Informações: 0800-9406730

    Imagem: Divulgação

  • Divulgação

    Phebo

    A marca, que hoje pertence à família Granado, foi criada em 1930, em Belém do Pará, pelos primos portugueses Antonio e Mario Santiago. Seu produto mais icônico até hoje é o sabonete de glicerina Odor de Rosas, que mistura notas de sândalo, cravo e canela. Hoje, além dos sabonetes, a Phebo também tem uma linha extensa de fragrâncias e maquiagens. Sabonete Barra Odor de Rosas Phebo. Preço sugerido: R$ 3. Informações: 08009406730

    Imagem: Divulgação

  • Divulgação

    Alma de Flores

    Foi em 1950 que a empresa de cosméticos gaúcha Memphis criou a linha de sabonetes Alma de Flores. A embalagem verde e o aroma suave conquistaram o público e, até hoje, ele é campeão de vendas. Em 2015, em comemoração aos 65 anos da linha, a marca lançou novas coleções, com sabonete, loção hidratante iluminadora e esfoliante. Sabonete Alma de Flores Finíssimas Essências. Preço sugerido: R$ 2,49. Informações: 0800512282

    Imagem: Divulgação

  • Divulgação

    Nivea

    O creme da latinha azul foi criado em 1911 pelo alemão Oskar Troplowitz, a partir da descoberta de um ingrediente, o Eucerit (um emulsificante desenvolvido pelo químico Isaac Lifschütz), que permitiu misturar água e o óleo. Hoje presente em cerca de 160 países, a Nivea oferece hidratantes, protetores, desodorantes, produtos para o rosto, lábios e uma linha masculina. Nivea Creme. Preços sugeridos: R$ 11,40 (56g) e R$ 15,60 (97g). Informações: 08007764832

    Imagem: Divulgação

Topo