Beleza

Mitos e verdades sobre o óleo de coco, o tratamento da vez

Thinkstock
Na alimentação ou na hidratação da pele e do cabelo, o óleo de coco já virou febre imagem: Thinkstock

Juliana Simon

Do UOL, em São Paulo

O mundo dos produtos naturais não está livre de modismos. Atualmente, o óleo de coco aparece na lista de itens de beleza de famosas como Angelina Jolie, Gisele Bündchen e Gwyneth Paltrow como alimento e hidratante para pele e cabelo. O UOL procurou especialistas para saber quais são os reais benefícios deste produto para a beleza.

Precisa ser 100% óleo de coco
VERDADE: Muitos produtos vendidos como naturais são misturados com óleo mineral, o que pode anular todos os benefícios do produto derivado do coco. Segundo a dermatologista Juliana Neiva, somente o óleo de coco orgânico possui vitamina E, que tem poder antioxidante e ácidos graxos que garantem a hidratação. O óleo 100% natural é rapidamente absorvido pela pele, deixa a região aquecida e mais macia --e não só lubrificada.

Hidrata até as regiões mais secas do corpo
VERDADE: Calcanhar grosso, joelhos e cotovelos ressecados? Sim, até isso o óleo de coco resolve. A esteticista e cosmetóloga Roseli Siqueira indica esfoliar estas regiões com o produto combinado ao açúcar, remover, passar o óleo novamente e manter por cerca de cinco minutos. Para melhores resultados, o procedimento deve ser feito duas vezes por semana no primeiro mês e depois uma vez por mês para manter a hidratação.

É um dos melhores hidratantes para o cabelo
VERDADE: Wesley Nóbrega, cabeleireiro do Studio W Higienópolis, recomenda que o óleo nunca seja utilizado sozinho e sim combinado a máscaras de hidratação por 15 a 20 minutos e removido após o processo. Todos os tipos de cabelo podem usar o produto, basta não passar o óleo na raiz e experimentar a quantidade ideal de acordo com a necessidade de hidratação dos fios. Quanto mais seco, mais óleo.

Pode aumentar a oleosidade da pele e do cabelo
MITO: Todos os tipos de pele e de cabelo podem fazer uso do óleo de coco para maior hidratação, segundo Roseli. Wesley ainda afirma que o óleo só vai deixar o cabelo mais pesado, mas que não estimula uma maior produção da oleosidade natural dos fios. O segredo, tanto para aplicação na pele quanto para o cabelo, é sempre remover o produto após a utilização.

Ajuda a emagrecer
VERDADE: Segundo a nutricionista Maiara Fidalgo, aliar o óleo de coco a uma dieta de baixa caloria potencializa em sete vezes a redução gordura abdominal, aumenta a saciedade, reduz a liberação exagerada de insulina, melhora o funcionamento do intestino e acelera a queima de gordura. Além disso, reduz a compulsão por carboidratos, especialmente doces.

Pode usar até no café
MITO: Uma das famosas utilizações do óleo de coco é colocá-lo no café. Maiara afirma que ele pode ser utilizado em outras preparações, tais como refogados e grelhados, mas que não traz benefícios estéticos se acrescentado à bebida.

Todo mundo pode consumir como alimento
VERDADE: Como alimento, o óleo de coco não possui contraindicações, desde que consumido nas quantidades recomendadas. A nutricionista da rede Mundo Verde, Thaís Souza, indica consumir 1/2 colher de sopa por dia e aumentar gradativamente a quantidade até duas a três colheres de sopa diárias.

Opções de óleo de coco disponíveis no mercado

  • Divulgação

    Óleo de coco, da Mundo Verde Seleção

    Extraído da fruta fresca, não passa por qualquer tipo de refinamento e é 100% natural. Preço sugerido: R$ 28,90 (200ml) e R$ 54,90 (500ml). Informações: mundoverde.com.br

    Imagem: Divulgação

  • Divulgação

    Óleo orgânico de coco extra virgem, da Finococo

    É um alimento funcional, integral, não refinado e não branqueado, obtido da castanha fresca de cocos orgânicos, por processo orgânico certificado --portanto sem essências ou produtos químicos. Preço sugerido: R$ 43,90 (250ml) e R$ 63,90 (350ml). Informações: www.finococo.com

    Imagem: Divulgação

  • Divulgação

    Óleo de coco virgem orgânico, da Dr.Orgânico

    Produto é importado das Filipinas e apresenta o aroma e o gosto suaves de coco característicos de óleos de coco de elevado padrão. Preço sugerido: R$ 49,10 (300 ml) e R$ 75,20 (500ml). Informações: www.dr-organico.com.br

    Imagem: Divulgação

  • Divulgação

    Óleo de coco, da Copra

    É extraído da fruta fresca, prensado a frio, não passando por nenhum tipo de refinamento --logo é um produto 100% natural e livre de agrotóxicos. Preço sugerido: R$ 64,90 (500 ml). Informações: www.copraalimenticia.com.br

    Imagem: Divulgação

Topo