Beleza

O que levar em consideração antes de fazer uma mudança radical no cabelo

Divulgação/AgNews
Entre as famosas, Flávia Alessandra se entregou ao platinado imagem: Divulgação/AgNews

Danielle Cerati

Colaboração ao UOL, em São Paulo

Um belo dia você resolveu mudar. Cansou do cabelo de sempre e foi correndo ao salão buscando um visual radicalmente diferente. Bem sabemos como um bom corte ou uma mudança de coloração (ou até os dois!) representam aquele anseio por renovação. Acontece que, em alguns casos, fatores devem ser considerados para que você possa sorrir à vontade no espelho após a tão desejada transformação de beleza.

Simular a mudança com aplicativos, avaliar a praticidade do novo look e saber de antemão como é a manutenção do futuro visual estão entre os pontos a serem colocados na balança antes se render ao novo look. 

Com o auxílio dos profissionais Rodrigo Cintra, coapresentador do quadro "Esquadrão da Moda", do SBT, Will Felipe, do Hi Salão (SP), Washington Rodrigues, do Sorelli Beauty Lounge (MG), Claudio Germano, do Studio Claudio Germano (SP), Sandro Cassolari, do Square Hair & Care (SP), Amauri Guedes, do Amauri Guedes Hairdresser (RJ) e Gizelia Amaral, do Olegário Cabeleireiros (SP), o UOL lista os aspectos que você precisa considerar para não se arrepender.

A hora e a vez da mudança nos fios

  • Por que você quer essa transformação?

    Estar segura dos motivos que a levam a querer adotar determinado corte ou cor é fundamental para não se arrepender. Por isso, é importante levar em conta aspectos emocionais para que você se reconheça no novo visual. "Mudar apenas para agradar alguém ou ainda na tentativa de conquistar aquele cara que você acha o máximo também não é uma boa opção", acrescenta Rodrigo Cintra.

  • Simule o resultado que deseja obter

    Use a tecnologia a seu favor. Aplicativos como Hair Color Studio, Hair Change e Hairstyle Wizard podem dar uma ideia geral de como a cor ou o corte desejado poderão ficar em você. Escolha a cor que tem em mente, porém saiba que o efeito no monitor ou na tela de celular não será o mesmo com os fios tingidos em salão. Outra maneira divertida é provar perucas com o corte ou tom de cabelo que pretende adotar.

  • Busque ajuda profissional

    Nada de se aventurar com produtos de farmácia, supermercado e lojas de cosméticos. Escolha bem o salão e o cabeleireiro. Leve referências daquilo que planeja a mais de um profissional, se possível. Na hora da avaliação, vá com o cabelo mais natural para que o especialista possa avaliar os fios como eles realmente são. "Muitas vezes a cliente idealiza um resultado que não é possível em seu cabelo e o profissional precisa conscientizá-la dos riscos", sugere Amauri Guedes.

  • Cabelo de capa de revista nem sempre é possível

    É comum achar que dá para obter look de capa de revista só com lavagem, corte e secador. Mas não existe mágica. "A cliente acaba não levando em consideração que aquela celebridade foi preparada para a foto", aponta Claudio Germano. Para obter cachos definidos e perfeitos é preciso recorrer ao babyliss. Pontas modeladas são fruto de uma escova, uma prancha, um mousse para dar volume ou até uma pomada para finalizar. É importante conversar com o profissional para compreender que esse tipo de resultado requer tempo, disposição e investimento.

  • Leve em conta a saúde dos fios

    Descoloração e alisamento implicam em danos maiores e, muitas vezes, a fibra capilar não está pronta para esses procedimentos. "Daí a importância de um bom diagnóstico do profissional que irá fazer a técnica, além de um teste de mecha para garantir que o fio ficará inteiro após a química", alerta Will Felipe. Segundo ele, se o cabelo não aguentar, o melhor é não insistir. Prefira tratar e recuperar a fibra, e opte por uma transformação gradativa, especialmente quando se pretende um loiro platinado.

  • A textura do cabelo é capaz de segurar a mudança?

    Antes de optar por qualquer alteração, é importante que ela seja compatível com a textura dos fios. Washington Rodrigues orienta que, por exemplo, se você vai passar por um alisamento definitivo, mas seu cabelo é muito cacheado, a manutenção deverá ser severa, com retoques a cada 45 dias.

  • Entenda como a transformação atuará na sua imagem

    Antes de qualquer decisão é necessário compreender como as novas linhas, formas e cores interferirão no seu visual. "Por meio do visagismo é possível criar uma imagem adequada para o momento que a mulher vive e transmitir força, sensualidade, leveza, entre outras características, com cortes e cores", afirma Claudio Germano.

  • Manutenção pode representar um fator limitador

    Um dos maiores erros é a mulher não pensar em como vai arrumar o cabelo no dia a dia, quando não estiver no salão. "Elas querem mudar, mas muitas vezes não têm habilidade para finalizar ou tempo e paciência para isso. É preciso entender que o novo visual precisa de cuidados", opina Gizelia Amaral.

Topo