Beleza

Pescoço de ET? Veja o que é verdade e mentira sobre cuidados da região

Divulgação
A região do pescoço precisa de cuidados desde cedo para passar longe do efeito ET imagem: Divulgação

Cecília Pabst

Colaboração para o UOL, de São Paulo

A pele do pescoço precisa de cuidados como limpeza, hidratação e filtro solar tanto quanto qualquer outra área do corpo. Sensível e bastante aparente, merece sempre atenção especial para não ficar com um visual desleixado ou te deixar aparentando mais idade do que a entregue na certidão de nascimento. Para esclarecer algumas dúvidas comuns, o UOL consultou especialistas que cuidam da beleza das famosas. A seguir, veja o que é mito ou verdade.

 

  • Dá para saber a idade pelo pescoço?

    MITO: Fatores como envelhecimento precoce da pele são comuns, pois o pescoço é uma região que muitas vezes fica esquecida na hora de hidratar e principalmente proteger dos efeitos nocivos do sol. Porém, mantendo cuidados regulares, é possível conseguir uma aparência mais jovem do que a real.

  • Pode dispensar o filtro solar?

    MITO: A exposição e a radiação é a mesma no rosto, pescoço e no colo. O uso do filtro é sempre indispensável, a sombra que o queixo faz é mínima. "A pele do pescoço é ainda mais sensível e desidratada, além de alvo fácil para danos provocados pela exposição ao sol", explica Flávia Medeiros, esteticista e cosmetóloga que atende as apresentadoras Sabrina Sato e Vera Viel.

  • Existe forma correta de aplicar o hidratante?

    VERDADE: O ideal é aplicar em linha reta, sem fazer movimentos circulares. "A ideia é evitar concentração de produto e consequente irritação da pele", explica Karla Assed, dermatologista que atende Angélica, Deborah Secco e Claudia Leitte.

  • Toalha e esponja devem ser evitadas?

    VERDADE: Toalhas e esponjas de banho, principalmente as mais ásperas para esfoliação, podem causar ferimentos no pescoço, pois a pele é muito fininha e sensível. Portanto, mantenha-as longe!

  • Aos 30 anos já é tarde para cuidar do pescoço?

    VERDADE: Essa é chocante mesmo. Com 30 anos já fica tarde para cuidar do pescoço, principalmente para quem vai muito à praia. "O quanto antes começarmos a cuidar, melhor será essa região no futuro", diz Flávia. Assim, não só não esqueça da região na hora de cuidar do rosto, como invista no filtro solar desde sempre!

  • Perfume e sabonete deixam mancha?

    VERDADE: Combinar perfume e sol pode dar pintas e verrugas, e usar sabonete comum todo dia compromete a vitalidade da pele com ressecamento e manchas. Segundo Roseli Siqueira, esteticista e cosmetóloga que atende a atriz Guilhermina Guinle e a modelo Izabel Goulart, o ideal é aplicar óleo natural, que ajuda a devolver os lipídeos necessários e forma uma película protetora.

  • Má postura deixa o pescoço com mais rugas?

    VERDADE: Principalmente ao dormir a postura pode gerar e agravar formões de rugas que começam no pescoço e vão até o colo. Para favorecer a região, o travesseiro precisa ser escolhido a dedo. Outro exemplo é na hora de assistir TV: "ficar no sofá por horas meio deitada e com pescoço enrugado, sem hidratar, dá flacidez", diz Roseli. Quando quiser curtir a TV por muitas horas, hidrate a pele do pescoço e corrigir a postura. Anotado?

  • Ginástica facial ajuda a manter o pescoço mais bonito?

    VERDADE: A atividade aumenta a oxigenação, a circulação sanguínea e a produção de colágeno. "Exercícios regulares e com acompanhamento são capazes de dar uma esticada na pele do pescoço e uma diferença grande no contorno do rosto", garante Roseli.

  • Tratamentos de alta potência funcionam?

    VERDADE: Se os cuidados básicos diários foram iniciados tardiamente, é possível fazer tratamentos em clínica. Karla Assed indica três: aplicação de toxina botulínica para melhorar as linhas transversais no pescoço, ultrassom que estimula o colágeno para deixar o pescoço mais firme e microagulhamento com radiofrequência para deixar a pele mais firme. Para Flávia Medeiros, a vacuoterapia para estímulo de colágeno e eletroestimulação na musculatura ajudam a melhorar a aparência do pescoço.

Topo