Beleza

Enfermeiras são alertadas contra uso de esmalte e unhas postiças

Enfermeiras britânicas foram alertadas contra o uso de unhas alongadas ou postiças e esmalte depois que uma pesquisa sugeriu que o controle da infecção hospitalar poderia estar sendo colocado em risco.

 

Regras de conduta do National Health Service (o Serviço Nacional de Saúde da Grã-Bretanha, NHS na sigla em inglês) estabelecem que as unhas dos profissionais de saúde devem ser curtas e livre de esmalte.Mas uma pesquisa online com quase 500 estudantes de enfermagem demonstrou que 60% dos entrevistados se referem ao uso de unhas alongadas e esmalte como práticas comuns entre os funcionários da saúde.O Royal College of Nursing, entidade que representa a categoria em toda a Grã-Bretanha, disse que o resultado da pesquisa é "preocupante".

 

O estudo com os estudantes de enfermagem foi feito pelas universidades de Cardiff e London City.Ao todo, cada um dos 488 estudantes que participaram da pesquisa disseram ter visto pelo menos um lapso nas regras de controle de infecção feito por funcionários da área da saúde.

 

Outros problemas reportados foram a falha em lavar as as mãos e cuidados com a saúde das unhas.Os pesquisadores, que divulgaram o resultado na publicação científica American Journal of Infection Control, afirmaram que o estudo demonstrou que falhas nos procedimentos de controle de infecção estão por toda a parte."As unhas devem ser curtas e livre de esmalte. Unhas falsas não devem ser utilizadas. Esmalte e unhas postiças acumulam bactéria e não permitem uma boa higiene das mãos", ressalta Tom Sandford, membro do Royal College of Nursing."Organizações de saúde deveriam estabelecer claramente as regras sobre o uso de uniformes e acessórios para o trabalho e suas implicações no controle da infecção e segurança da saúde", adiciona Sandford.

 

Topo