Vídeos

É falta de educação maquiar-se no trem ou metrô? Empresa japonesa quer proibir e gera polêmica

Tokyu Corp/ BBC
É falta de educação maquiar-se no trem ou metrô? Empresa japonesa quer coibir e gera polêmica imagem: Tokyu Corp/ BBC

É muito comum ver, no dia a dia, mulheres se maquiando no metrô, no caminho de casa para o trabalho. Para elas, é uma ótima estratégia para economizar tempo, mas, em alguns países, essa prática está gerando polêmica.   

É aceitável usar o tempo de transporte de casa para o trabalho para fazer sua maquiagem? Uma companhia de trem japonesa acredita que não e, por isso, criou um vídeo animado, com música e dança, para convencer as mulheres a não fazerem isso. 
 
O clipe de 30 segundos lançado em 16 de setembro começa com a frase "Mulheres na cidade são lindas. Mas é feio vê-las algumas vezes".
Na tela, duas mulheres aparecem passando rímel e batom, enquanto uma outra sussurra para a colega: "Mittomonai" ("Que feio", em japonês). Depois disso, com raiva, ela diz às mulheres que se maquiavam para "pararem de fazer isso". 
 
Ao fim, pode-se ouvir a frase: "Por favor, evite passar maquiagem no trem". 
 
Esse é o primeiro de uma série de vídeos de "etiqueta" que a empresa de Tóquio lançará. Mas críticos acham que seria uma forma de restringir demais o comportamento e a liberdade das pessoas.
 
Nas redes sociais, o clipe gerou grande repercussão. "Claro que eu entenderia se eles dissessem 'se você passar maquiagem no trem, o pó pode espirrar, o cheio pode ser muito forte, as coisas podem sujar as roupas de outras pessoas ou causar incômodo a elas", disse um usuário do Twitter, ryudokaoruko.
"Mas não há motivo algum para uma companhia de trem me dizer se eu pareço bonita ou não".
 
"As pessoas estão irritadas não porque elas fazem questão de passar maquiagem no trem. Não é isso. Mas elas estão resistindo a essa sociedade que inventa tantos motivos diferentes para justificar a misoginia e oprimir as mulheres", escreveu hinase6s.
 
Outras disseram que "há tantos outros problemas que os trens deveria estar preocupados em combater, como embriaguez e assédio."
 
Ainda assim, muitos apoiaram a mensagem da propaganda e chegaram até a comparar o ato de se maquiar em uma situação assim com fazer necessidades à vista de todos.
 
Houve ainda quem "questionasse o caráter" de mulheres que passam maquiagem em locais públicos.
 
"As pessoas estão dizendo que, no Ocidente, passar maquiagem em público é um sinal de que você é uma prostitua. Mas a própria Rainha Elizabeth é famosa por passar batom diante do público", afirmou Papurika dreams, pelo Twitter.
 
A companhia de trens Tokyu corp, por sua vez, também se manifestou e disse que o vídeo é parte de uma série que tem como intuito educar os passageiros em algumas regras de etiqueta que eles devem adotar nos trens. 
 
Os outros vídeos se concentrarão, segundo a empresa, em pedir para as pessoas evitarem o uso de celulares enquanto andam e outras "inconveniências" aos passageiros, como usar bolsas grandes nas costas em trens lotados.
 
Ainda de acordo com a empresa, os temas dos vídeos foram escolhidos com base em uma pesquisa feita pela Associação de Companhias de Trens do Japão sobre as principais reclamações dos passageiros que usam os trens.
 
No topo da lista estava fazer muito barulho. 
Topo