Beleza

Esmaltes em tons pastel, holográficos e flocados são as tendências mais quentes para este verão

SHÂMIA SALEM

Colaboração para o UOL

Pelo menos no quesito esmalte, este verão promete ser o mais democrático de todos os tempos. Isso porque as três maiores tendências para a estação são os tons pastel, sob medida para quem faz o estilo básico e discreto; os holográficos, para as amantes da tecnologia; e os flocados, ideais para as fashionistas.

  • Divulgação

    Amarelo, lilás, verde-água, azul, militar e holográficos: algumas das tendências do Verão 2011

Muita opção? Que nada! “O esmalte deixou de ser um acessório e faz parte da composição do look, assim como o sapato e a maquiagem”, afirma o estilista Reinaldo Lourenço, que há sete anos desenvolve cores e texturas para a Risqué. Uma pesquisa feita pela Mundial-Impala comprova isso ao mostrar que hoje a mulher troca a cor do esmalte de duas a três vezes por semana – antes ela pintava as unhas no máximo uma vez na semana.

Sem monotonia

Do grupo dos tons pastel, também chamados de ‘os novos neutros’ por trazerem um colorido suave e alegre que não se limita à gama dos beges, fazem parte os esmaltes cremosos, como amarelo, azul, rosa, verde e violeta. Impala, Revlon, Avon, Panvel, Ana Hickmann e Argento são algumas das marcas que apostaram nessas cores, que têm como ícones dois tons da Chanel: o cáqui, em nuances que puxam para o verde-militar e o marrom, e o cinza, que atraiu os flashes no último desfile da grife francesa na Semana de Moda de Paris.

Se esse cinza vai pegar por aqui, ainda não se sabe, principalmente porque ele foi lançado para o inverno europeu. Mas, se você deixar o clima de lado e pensar na força da Chanel em lançar tendências, não se surpreenda se daqui a pouco começar a notar unhas acinzentadas pela cidade e pela praia em pleno Verão 2011 brasileiro.

  • Getty Images

    Modelo desfila com esmalte cinza na passarela de Verão 2011 da Chanel em Paris

Isso porque a empresa vem servindo de bússola para várias marcas na hora de criar e copiar cores – boa notícia para quem quer estar na moda mas não está disposta ou não pode pagar cerca de R$ 90 por um vidrinho do produto. Entre os exemplos mais recentes do poder da Chanel, podemos citar o Nouvelle Vague, um azul-claro puxando para o verde que mal chegou por aqui e já fez surgir uma lista de espera com 358 pessoas na loja virtual Sacks. Antes dele, o "frisson" foi em torno do marrom-claro Particulière, que de tão comentado foi parar nos dedinhos da protagonista da então novela das nove da Rede Globo, "Viver a Viva", interpretada pela atriz Taís Araújo.

Em tempo: para quem ficou com vontade de experimentar o cinza, a blogueira Daniele Honorato, do Unha Bonita, descobriu como criar em casa o tom usado pela cantora Lady Gaga na capa de setembro da revista Vanity Fair usando os esmaltes da Colorama. Segundo ela, basta misturar metade de um vidrinho do Verniz & Cor cor Balé Clássico com 25 gotas do Cremoso cor Arranha Céu, 2 da linha Artística cor Amarelo Sol e 15 da linha Cremoso cor Pétala Branca. Anotado?


A tecnologia também dá o tom

Outra moda que chegou forte é a dos holográficos, ou 3D, que mudam de cor à medida que a luz incide sobre as unhas. O segredo está numa pasta especial de alumínio que reflete as cores do arco-íris e deixa a superfície da unha lisinha, ao contrário das versões elaboradas com glitter. Já estão na onda dos holográficos M.A.C., Dote, Cora, Top Beauty e Sancion Angel.

Os flocados, também chamados de flakies, contêm partículas furta-cor ultrafinas de alumínio que grudam no esmalte cremoso, que deve ser passado por baixo. “Esses flocos ficam irregulares nas unhas e se mostram em várias cores conforme a reflexão da luz, principalmente se o esmalte de baixo for escuro”, conta Ana Regina Chierici, diretora da Sancion Angel, que promete lançar a novidade por aqui em novembro. Lá fora, dá para encontrá-las nas marcas Nfu-Oh e Nubar Nail Lacquer.

Não é tendência, mas os tons fluorescentes, cromados e metalizados, que imitam metais nobres como ouro e prata, também vão invadir as prateleiras neste verão. Tudo porque eles viraram clássicos, assim como o vermelho e o branquinho estilo Renda.

Topo