Beleza

Saiba como realçar os olhos quando as marcas começam a aparecer

Patrícia Araújo/UOL
Maquiagem ajuda a realçar os olhos com marcas imagem: Patrícia Araújo/UOL

ISABELA LEAL

Colaboração para o UOL

À medida que a idade avança, as imperfeições que sempre existiram parecem ganhar vida e se instalam no rosto com força total. É assim com manchas, sardas, rugas, olheiras e bolsinhas (volume das pálpebras inferiores). Se antes esses sintomas eram discretos, depois de um determinado momento se potencializam – o que para algumas mulheres acontece com 40, para outras aos 45 anos e ainda tem aquelas sortudas que somente aos 50 anos começam a lidar com as inevitáveis rugas. E, nessa batalha de disfarçar os sinais que passam a ficar evidentes, a maquiagem pode ser uma grande aliada, principalmente dos olhos, que estão em uma região muito “solicitada” do rosto – se movimentam muito, ficam expostos e têm pele frágil.

É na região dos olhos que aparece grande parte dos problemas estéticos que surgem com o tempo: pés-de-galinha, rugas de expressão, bolsas, olheiras e pálpebras caídas. Um verdadeiro sufoco para camuflar, mas com técnicas adequadas pode ficar fácil e bonito. “Sem dúvida é uma área mais vulnerável, que requer uma maquiagem correta para um resultado positivo de beleza e rejuvenescimento”, diz o make up artist, parceiro da marca americana Mary Kay no Brasil, Wilson Eliodorio, de São Paulo. É Eliodorio quem, a seguir, ensina alguns truques essenciais para quem começa a ter problemas para corrigir imperfeições e realçar os olhos na hora do make.

  • Pálpebra caída: Um toque escurinho, com sombra marrom ou grafite claro, no côncavo disfarça bem. Basta esticar a pálpebra, aplicar até ultrapassar o limite de onde a pele começa a cair. O efeito visual é de não enxergar a linha da “queda”.
  • Bolsas (volume nas pálpebras inferiores): Durante a maquiagem, e até um pouco depois, tome uns três ou quatro copos de água. O efeito diurético dá uma desinchada e alivia bastante o sintoma.
  • Rugas: Um bom primer resolve. Mas um cosmético redutor de linhas imediato, com efeito cinderela, é fatal. “Esse produto, à base de preenchedores potentes, age em poucos minutos e alivia os sinais”, disse Eliodorio.
  • Olheiras: Um corretivo de qualidade é tudo que você precisa para camuflar esse problema. “Mas atenção, pois com o intuito de eliminar a região mais escura, algumas mulheres exageram e acabam causando o efeito panda invertido [quando a área dos olhos fica mais clara que o resto do rosto], que compromete a maquiagem”, disse o maquiador.
  • Olhar cansado e abatido: Além de ter uma boa noite de sono (isso é tudo para amenizar o cansaço), tomar um bom banho para relaxar a musculatura e usar o truque da água gelada é infalível. “Mergulhar o rosto por segundos em uma bacia de água bem gelada é um verdadeiro bálsamo para aparência abatida. Renova as células, ativa a circulação e dá uma animada no olhar”, falou Wilson.

Tratar é preciso

O efeito visual de beleza e saúde da pele vem à tona quando alguns cuidados são feitos antes da aplicação da maquiagem como, por exemplo, a aplicação de um bom hidratante ou gel e, claro, de um primer.  “Espere no mínimo dois minutos entre a aplicação do hidratante, do gel refrescante e do primer. Esse tempo é importante para os produtos agirem e secarem”, disse o maquiador. Manter a sobrancelha feita também é importante. “Isso realça a maquiagem dos olhos. Pêlos excessivos ou desalinhados deixam o olhar para baixo, triste. Sem contar que envelhece. Limpo, o olhar fica mais sinuoso e definido”, disse o especialista.

O cosmético certo

A consistência e a maneira de aplicar os produtos também fazem a diferença para um resultado mais natural da maquiagem, fator essencial quando os sinais da idade são evidentes.  “O efeito visual deve ser seco, mas na hora de aplicar os produtos é importante ter textura cremosa para facilitar a aplicação e espalhar melhor. O ideal é utilizar um pingo de gel antes no pincel, para diluir as sombras em pó, por exemplo. Base e corretivo devem ser cremosos, mas com textura fina e suave, com alta fluidez, que favorecem o aspecto seco, já que não acumulam. Assim, não pesa e nem deixa a pele carregada”, disse Wilson, enfatizando que é necessário uniformizar o tom da pele do rosto com a do pescoço, seja aplicando base ou o pó que vai dar a cor predominante na face. “Produtos com fator de proteção solar também são indispensáveis”, lembrou o maquiador. Para quem já tem uma base cremosa, mais consistente, Wilson dá uma dica: “na hora de aplicar, misture com um pouco de hidratante facial. Isso dilui a textura densa e ainda trata a pele”. “Mas atenção: o que mais define o que é melhor para cada pele é a sensação de conforto. Se a pessoa ficar incomodada, como se estivesse com uma máscara, certamente é porque houve exagero na quantidade ou está usando maquiagens com consistência que pesa”, disse.

O poder dos pincéis

Essa ferramenta que os maquiadores usam é fundamental para deixar o make impecável e as mulheres devem lançar mão desse recurso no dia a dia. “Utilizar um pincel é sempre mais adequado, facilita para espalhar e ainda dosa melhor a quantidade de produto que se aplica. É uma ferramenta muito útil. Os dedos alteram a cor dos produtos, já que é comum fazer uma sobreposição de tons e o Ph da pele. Por isso, é melhor evitar”, disse Wilson. Se você é daquelas que não domina a espátula de cerdas, o especialista ensina um truque eficiente: “comece com apenas um pincel, aquele que você mais gosta, pode ser de blush, sombra, qualquer um. Depois, com o hábito, você mesma vai sentir necessidade de aplicar todos os produtos com um pincel adequado”.

Os tons certos

Algumas cores de sombra favorecem a pele madura, como o marrom e o grafite. O preto normalmente é bom para definir o contorno do olho, na hora de fazer um traço “gatinha” ou para dar profundidade, sempre com lápis. Mas é uma cor que deve ser evitada na pálpebra para não pesar o visual. “Mais importante do que a cor é a textura mate. Esse tipo de cosmético é o melhor, é mais fácil de deixar o tom uniforme. As cintilâncias devem ser usadas com muita parcimônia, em pontos específicos, como a parte interna dos olhos, mas mesmo assim não é para todo mundo que fica bem. É mais fácil errar do que acertar quando se usa cintilância, o mate é mais neutro, mais fácil de dominar”, explicou Wilson Eliodorio.

Fuja dessas armadilhas

Como vimos, para maquiar a pele mais marcada pelo tempo é possível lançar mão de diversos truques eficientes. Em compensação, alguns hábitos acabam colocando tudo a perder. Veja a seguir o que você, que já tem as marcas de expressão mais evidentes, deve evitar ou valorizar na hora de se maquiar:

  • Antes de arriscar uma novidade pense bem para saber se aquilo funciona na sua pele,no seu formato de olho ou mesmo com a sua personalidade. Nessa fase da vida, é possível saber exatamente o que funciona e o que não funciona. Por outro lado, para saber sobre algo novo, vale a pena experimentar antes de comprar. Quase todas as marcas de maquiagem oferecem mostruário nos pontos de vendas. Não hesite em testar para ver se combina com o seu jeito e visual.
     
  • Cuidado com o excesso de pó.Ele resseca muito e tende a deixar a pele craquelada. Se a intenção é cobrir marcas de expressão, secar-se demais acaba evidenciando os sinais.
     
  • A cor da base muito distante do tom original da pele também é um deslize. Deixa o visual carregado.
     
  • Evite o efeito panda invertido.Não exagere no corretivo na hora de disfarçar as olheiras. Fica pior.
     
  • Outro exagero que é muito comum é com o pó bronzeador. Como a maioria das mulheres toma sol no corpo e usa filtro solar no rosto – para manter a harmonia e deixar o rosto “parecer” bronzeado –, elas acabam errando na mão ao aplicar esse produto. Resultado: uma pele brilhante. Pois grande parte dos pós “bronzants”é nacarada (com pontos de brilho), daí o efeito intenso de brilho, que em excesso não fica bem, principalmente para mulheres mais velhas.
     
  • Gloss cintilante e pó nacarado jamais.Esse tipo de cosmético é indicado para pessoas jovens. Mulheres mais velhas devem sempre prezar pelo efeito fosco, seco, sem brilho. Resumindo: o menos é mais. 
Topo