Cuidados com a pele

Veja como funcionam cinco aparelhos para reduzir medidas

Getty Images/Thinkstock
Aparelhos ajudam no combate à celulite e à gordura localizada; redução de medidas é mais evidente em pessoas com pouco sobrepeso imagem: Getty Images/Thinkstock

ISABELA LEAL

Colaboração para o UOL

Veja as indicações e como funcionam cinco dos aparelhos mais eficazes na redução de medidas. Leia mais sobre o assunto na reportagem sobre os tratamentos para diminuir a gordura localizada.

VelaShape
O que é: Associa radiofreqüência, luz infra-vermelha, vacuoterapia (sucção) e massagem computadorizada.
Aplicação: O aparelho é programado para fazer uma sucção (vácuo) na pele. Ao mesmo tempo uma ponteira é deslizada sobre a pele, manipulada por um profissional (o que acaba tendo um efeito de massagem, que estimula a região a ser tratada). O paciente sente na pele a sucção e o aquecimento, para alguns isso pode representar um leve incômodo.
Como age sobre a gordura localizada: Os raios infravermelhos e a radiofreqüência estimulam o metabolismo das células provocando a quebra da gordurae a produção de colágeno e elastina, aumentando a firmeza da pele. Já a massagem e a vacuoterapia estimulam a circulação, auxiliando na eliminação dos inchaços e retenção de líquidos.
Regiões que apresentam resultados: O tratamento é indicado para as áreas onde é mais comum aparecer celulite e gordura localizada: nádegas, culotes, coxas, abdômen, flancos e braços.
Promessa de redução por sessão: Depende da resposta de cada pessoa. São necessárias, em média, de 6 a 12 sessões – que podem ser feitas uma ou duas vezes por semana – para obter resultados visíveis. Nesse período é possível perder de 0,5 cm a 5,4 cm por área tratada.
Efeitos colaterais: Pode ocorrer eritema (vermelhidão) e hematomas (roxos) nolocal da aplicação, mas desaparecem entre 5 e 7 dias após a sessão.
Para quem funciona: Para quem quer diminuir gordura localizada do abdômen, nádegas, coxas, culotes, flancos ou braços e também amenizar o aspecto da celulite.
Para quem não funciona: Para quem quer emagrecer e não reduzir a gordura localizada.
Consultoria: Taciana Dal’Forno Dini, dermatologista da Clínica Hexsel de Dermatologia, de Porto Alegre (RS)

UltraAccent
O que é: Equipamento com uma ponteira de radiofrequência associada ao ultra-som de alta intensidade.
Aplicação: Uma ponteira emite ondas de ultra-som em direção à região que será tratada. O paciente sente um aquecimento leve, sem incômodos, durante 60 minutos, em média.
Como age sobre a gordura localizada: A gordura é quebrada através do processo de cavitação, um processo mecânico que faz com que a gordura se rompa e seja eliminada através do sistema linfático, sendo metabolizada no fígado.
Regiões que apresentam resultados: Áreas com gordura localizada como abdômen, flancos, costas e culotes. Tem ação positiva na celulite.
Promessa de redução por sessão: De 1,5 cm a 2 cm de circunferência por área, por aplicação.
Efeitos colaterais: Leve inchaço no local da aplicação por algumas horas.
Para quem funciona: Para quem quer atacar a gordura localizada, com ou sem celulite ou flacidez.
Para quem não funciona: Para quem tem gordura visceral, aquela que não é subcutânea mas se instala entre os órgãos. Normalmente essa gordura não pode ser pinçada, a região é dura. Para saber, basta fazer o teste da pinça. Outro sintoma da visceral é abdômen dilatado.
Consultoria: Jardis Volpe, dermatologista de São Paulo

Thermage
O que é: Um equipamento de radiofrequência de alta potência.
Aplicação: Sobre a pele limpa aplica-se um fluido para facilitar o contato da ponteira (que emite radiofrequência) com a pele. A radiofrequência é emitida na forma de calor, por isso o paciente sente um aquecimento moderado com leve incômodo no local.
Como age sobre a gordura localizada: Radiofrequência são ondas eletromagnéticas com uma frequência própria, que ao atingir os tecidos, se transformam em calor. Esse aquecimento estimula a produção de colágeno, melhorando a flacidez de pele, e reduz o tamanho das células de gordura. Ele tem ação também na melhora da celulite e nos culotes, por amenizar a flacidez e reduzir a gordura.
Regiões que apresentam resultados: Seu efeito redutor é mais eficaz nas áreas em que há flacidez de pele associada, como abdômen (especialmente os de mulheres no pós-parto), parte interna das coxas, parte de trás das coxas, braços e costas.
Promessa de redução por sessão: A melhora é gradual e progressiva. Por ser um procedimento que é feito normalmente uma vez por ano é difícil estimar uma redução de medidas. Só o fato de firmar a pele já produz um efeito redutor, pois quando a pele está mole e solta aumenta o aspeto de gordura localizada.
Efeitos colaterais: São raros e leves, podendo causar suave vermelhidão no local tratado durante algumas horas.
Para quem funciona: Para pessoas que tem gordura localizada associada à flacidez, como mulheres no período pós-parto, magras flácidas e pessoas que sofreram emagrecimento excessivo.
Para quem não funciona: Os resultados são mais discretos em locais apenas com gordura, sem celulite ou flacidez associadas.
Consultoria: Jardis Volpe, dermatologista de São Paulo

UltraContour
O que é: Combina ultra-som focalizado de alta potência que faz a lipólise, quebra das células de gordura, e drenagem realizada pelo próprio aparelho.
Aplicação: A primeira etapa é e aplicação de um laser de ultra-som focalizado de alta intensidade para romper as células de gordura – fisicamente o paciente sente choquezinhos indolores. A segunda é uma drenagem (feita com ponteiras associadas ao ultra-som, mais precisamente 18 transdutores ligados ao aparelho) que auxilia o caminho da gordura para a linfa. Nessa fase o que se sente é uma pressão moderada sobre a pele.
Como age sobre a gordura localizada: O laser de ultra-som provoca a quebra de gordura. Na segunda etapa, a drenagem aumenta a circulação sanguínea, levando a gordura para as linfas. Essa drenagem consegue ser mais profunda do que a manual, justamente por ser vinculada ao ultra-som.
Regiões que apresentam resultados: Abdômen, braços, flancos (pneuzinhos), coxas, costas. Pode-se tratar até duas regiões por sessão.
Promessa de redução por sessão: Pessoas mais magras diminuem até 2 cm por área, quem estiver com sobrepeso leve chega a perder de 3 cm a 4 cm. Mas o que fica realmente dessa perda é 50% porque metade da eliminação é de água, que no dia a dia é reposta.
Efeitos colaterais: Não tem, pois não causa dor ou inchaço e não deixa a região tratada com “roxos”.
Para quem funciona: Pessoas magras com gordura localizada, quem tem aquela gordura mais mole (que pode ser pinçada com dois dedos, por exemplo), quem engordou recentemente ou está no período pós-parto.
Para quem não funciona: Para quem tem aquela gordura que é mais firme e instalada há mais tempo, pessoas que estão há muito tempo acima do peso e culote muito volumoso.
Consultoria: Marcela Studart, dermatologista do Rio de Janeiro

Criolipólise
O que é: Procedimento realizado por um aparelho, o Zeltiq, que promove um resfriamento local focado em áreas corporais pequenas com gordura localizada. Esse aparelho ainda não foi aprovado pela Anvisa, o que deve acontecer até julho.
Aplicação: As ponteiras com duas placas paralelas pinçam através de vácuo a área a ser tratada e geram um resfriamento intenso e localizado que atinge as células de gordura. A sensação é de esfriamento, mas é suportável.
Como age sobre a gordura localizada: As células de gordura são sensíveis a baixas temperaturas, e a Criolipólise é realizada por meio de um resfriamento em áreas bem específicas, feito com uma ponteira semelhante a de um aparelho de ultra-som. O frio (que chega a 5 graus negativos)provoca a morte das células de gordura e gera uma pequena inflamação localizada, eliminando a gordura através de um processo fisiológico normal, sem causar danos à pele nem aos tecidos da região em volta, que não é para ser tratada.
Regiões que apresentam resultados: Estudos já demonstram que melhores resultados são obtidos quando o depósito de gordura é bem específico e pequeno, em regiões como o flanco (pneuzinho), abdômen e laterais das costas.
Promessa de redução por sessão: Estudos demonstraram que uma sessão pode diminuir de 20% a 80% o tamanho do depósito de gordura na área da aplicação. Porém, é necessário um período médio de três meses para se atingir o resultado final do tratamento, já que a redução do depósito de gordura ocorre aos poucose depende do metabolismo de cada um. Mas depois de três semanas os resultados já começam a aparecer.
Efeitos colaterais: Pode aparecer eritema (vermelhidão), hematomas (roxo) e dormência temporária no local de aplicação. Estes efeitos colaterais duram no máximo uma semana após a sessão.
Para quem funciona: Para quem quer diminuir pequenos depósitos de gordura localizada em apenas uma sessãoe pode esperar três meses para ver o resultado.
Para quem não funciona: Para quem quer resultados imediatos ou quer tratar a obesidade. Também não é indicado para pessoas com muita flacidez. A Criolipólise é um procedimento muito novo e até o momento, o que se sabe – por meio de congressos e estudos – é que depósitos de gordura em áreas extensas, como abdômen e culotes muito volumosos, não respondem bem ao tratamento. No entanto, se a gordura a ser eliminada nessas regiões não for volumosa, a aplicação pode ser eficaz.
Consultoria: Taciana Dal’Forno Dini, dermatologista da Clínica Hexsel de Dermatologia, de Porto Alegre (RS)
 

Topo