Beleza

Marcas do Fashion Rio investem nas tranças

FABÍOLA ORTIZ

Colaboração para o UOL, do Rio

Neste sábado (4), último dia de Fashion Rio, três grifes apostaram na trança para compor a beleza de seus desfiles.

Walter Rodrigues, que abriu o sexto dia da semana de moda carioca, inspirou-se numa tiara de tranças que foi pensada após uma viagem do estilista à Suécia.

“O Walter fez uma viagem pelos Países Baixos e está com a Suécia e Antuérpia [cidade da Bélgica] na cabeça”, disse ao UOL Lucius Vilar, stylist que trabalha com Walter Rodrigues.

A beleza da marca usou a referência europeia. “A gente fez esse cabelo com tranças e deixou o rosto das modelos bem vermelhinho, como se estivessem saído do sol, e a boca avermelhada, como se tivessem acabado de comer uma cereja”, contou o maquiador Robert Estevão que assina a beleza da grife.

Já Nica Kessler investiu numa trança natural e desfiada. “Eu amo trança, e ela iria acabar aparecendo no meu desfile. A ideia era fazer uma trança bagunçada e despretenciosa, como se estivesse acabado de sair do barco“, disse ao UOL a estilista que buscou inpiração para a coleção em elementos do mar.

“A beleza é bem natural, num passeio de barco. A gente fez uma trança de raiz, que começa em cima e é solta para dar textura. Pusemos um spray e alguns fios soltos”, contou o maquiador Max Weber.

A terceira marca a desfilar no Fashion Rio, no sábado, e que também investiu na trança foi a Cantão. Sob o comando do maquiador Daniel Hernandez, um coque foi feito a partir de tranças do cabelo com pedaços de tecido de algodão de 20 cm de comprimento.

“O cabelo do desfile é um rabo com uma trança tripla. Depois fizemos um coque com dois tecidos de cores diferentes preso com grampos”, disse Hernandez.

A beleza para as três grifes foi marcada pela simplicidade, sem brilho ou bronze, apenas com correção, um leve blush e boca apagada.

O make de Nica Kessler destacou um preto suave como sombra em cima nas pálpebras e marrom cremoso embaixo.

Topo