Beleza

Tingir os cabelos durante a gravidez ainda é tema polêmico; veja a opinião dos especialistas

Thinkstock
Grávidas enfrentam o dilema da coloração: é preciso ter o aval dos médicos para manter a cor dos cabelos em dia durante a gestação imagem: Thinkstock

ISABELA LEAL

Colaboração para o UOL

Tingir os cabelos na gravidez é sempre um assunto polêmico. De fato, é uma questão que divide a opinião dos especialistas. De um lado, os médicos que confiam nas fórmulas modernas, consideradas mais seguras, e defendem a teoria de que não há nada que comprove os riscos relacionados à tintura. De outro, os profissionais que preferem prevenir do que remediar, literalmente, por isso são contra esse nível de vaidade. Mas nesse fogo cruzado, as duas vertentes concordam em um ponto: não se deve fazer uso de qualquer produto químico nos três primeiros meses de gestação, nem mesmo os considerados menos agressivos, como tonalizantes e henna. Passado esse período – que requer 100% de cautela e de distância das caixinhas de tinturas – a partir do quarto mês cada gestante deve seguir a orientação de seu ginecologista.



Topo