Beleza

Creme contra a celulite: Veja a hora certa de usá-lo para não perder tempo nem dinheiro

Getty Images/Thinkstock
Cremes ajudam, mas não eliminam a celulite. Dependendo da intensidade do problema, não vale a pena nem comprar o produto imagem: Getty Images/Thinkstock

Shâmia Salem

Do UOL, em São Paulo

Se você investiu os tubos, literalmente, no creme anticelulite mas não está vendo resultado, é bem provável que ele não seja adequado ao seu grau de celulite. "O cosmético deve ser encarado como coadjuvante na prevenção e no ataque aos furinhos, pois não consegue atingir todas as camadas envolvidas no problema, especialmente a de gordura", diz a dermatologista Doris Hexsel, de Porto Alegre (RS), professora da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS) e investigadora do Centro Brasileiro de Estudos em Dermatologia (CBED), em Porto Alegre.

Para descobrir a intensidade da celulite, os pesquisadores do CBED criaram uma escala que leva em consideração tanto o aspecto e a quantidade de furinhos quanto os fatores que levaram ao aparecimento deles. "Desta forma, é possível indicar a solução mais adequada para cada parte do corpo e avaliar a evolução do tratamento", conta a médica.


A seguir, você encontra uma versão resumida do novo teste, que foi publicado no "Journal of European Academy of Dermatology and Venereology", para ter uma ideia do seu grau de celulite. Responda com sinceridade e, se possível, diante do espelho. A partir do resultado, veja as melhores maneiras de tratar a sua celulite. Na galeria de fotos acima, há uma seleção de cremes contra a celulite, que podem ajudar a melhorar o aspecto da pele, dependendo do estágio dos seus furinhos.

Topo