Beleza

Atualizada em 11.11.2014 11h32

Ritual de beleza favorito no "Big Brother Brasil", descoloração de pelos tem riscos

TV Globo
Monique, participante do BBB 12, descolore o buço para tentar esconder os pelos indesejáveis imagem: TV Globo

Maria Eugênia Tomazini

Do UOL, em São Paulo

A descoloração de pelos é uma técnica que resiste em sumir dos rituais de beleza femininos: nem a chegada da potente depilação a laser, nem a variedade quase infinita de ceras e os acessíveis cremes removedores de pelos foram suficientes para deixar de lado o recurso. Ela continua tão popular que, dentro da casa do "Big Brother Brasil", é a técnica favorita das sisters Fabiana, Laisa, Kelly e Monique que rejeitam a pinça, por exemplo, em busca da penugem fina e loira dos clareadores. Até os brothers Rafa e Ronaldo já se arriscaram nos fios mais claros. Os motivos da popularidade da descoloração são simples: é barata, fácil de aplicar e o resultado é imediato. 

Passo a passo para a descoloração perfeita

Um dia antes de aplicar o descolorante, teste o produto na sua pele para saber se você tem alguma intolerância
Use somente produtos testados dermatologicamente e nunca ultrapasse o limite do tempo de uso indicado na embalagem do produto
Não se exponha ao sol. O calor em contato com a química pode causar manchas e alergias
Se a pele estiver ferida com arranhões, por exemplo, espere sua cicatrização antes de descolorir os pelos
Muita hidratação. Está é a melhor receita para evitar o ressecamento provocado pelo descolorante

Embora com tantas qualidades, alguns cuidados devem ser tomados antes de sua aplicação. A sensibilidade da pele, por exemplo, é um dos fatores que mais requerem atenção. "Um dia antes de descolorir, aplique o produto em uma área mais resistente do corpo, como o braço. Se não ficar vermelho ou surgirem bolinhas significa que você pode descolorir os pelos", explica a dermatologista Lucia Mandel. Outra questão mencionada pela médica, refere-se à dor. "Uma queimação muito leve é normal ao efeito do descolorante. Qualquer sensação um pouco mais forte pode significar intolerância ao produto", diz.

A fisioterapeuta dermato-funcional Lorice Miguel ressalta que a hidratação pós-clareamento é fundamental para evitar que o produto ataque a pele, que tende a ficar bastante ressecada depois da descoloração. "Por isso, é muito importante usar cremes à base de ureia, vitaminas e cicatrizantes. Eles vão manter a pele iluminada", aconselha. Além de possíveis alergias, outra contraindicação refere-se a pessoas com muita quantidade de pelos. "Se for usado em grandes áreas ou em pessoas peludas, o descolorante pode ter o efeito contrário e, ao invés de esconder, dar a impressão que se tem ainda mais pelos", garante Lorice. Entretanto, o pior erro no ritual de descoloração é aplicar o produto e ir para o sol, na espera de maior eficácia. "O calor misturado à química favorecem o surgimento de manchas na pele e facilita o desenvolvimento de alergias", finaliza a fisioterapeuta.

Alternativas para remoção de pelos faciais e corporais

Pinça e linha: Ambos métodos não possuem contraindicação. Entretanto, por conta da dor, são recomendáveis somente para pequenas áreas como buço e sobrancelha. Veja aqui como funciona a depilação com linha.
Creme depilatório: Bastante eficaz. A função dele é dissolver o pelo, eliminando-o pela haste sem engrossá-lo. Quase não há dor, somente na hora da remoção do produto com uma espátula. A sensação é similar ao processo de raspagem dos pelos
Laser: Quanto mais grossos e mais escuros forem os pelos, maior será a eficácia do processo. "O pelo escuro absorve mais a energia da luz do laser do que o pelo claro. A cor branca quase não absorve a luz do laser, por isso, pessoas claras não sentem a mesma eficácia", explica a dermatologista Lucia Mandel. São necessárias entre quatro a sete sessões e, ao final do tratamento, sessões de manutenção devem ser feitas a cada quatro anos. É contraindicado para mulheres grávidas, pessoas com a pele bronzeada ou quando a depilação com cera foi feita recentemente. Leia mais sobre depilação a laser e entenda seus prós e contras.
Lâmina de barbear: "Usar barbeador na depilação não engrossa os pelos. Isto é um mito!", garante a dermatologista Lucia Mandel. "Acontece que, como o pelo está mais curto, sente-se sua aspereza porque só fica sua haste. Se ele estiver comprido, vai ficar tão macio quanto qualquer outro pelo", explica. O problema é que os pelos crescem muito rápido e a lâmina pode causar reações alérgicas.
Cera: Recomendável para pessoas que não tenham problemas de alergia na pele, como foliculite. Com o tempo, os pelos tendem a ficar mais escassos e finos. Após a depilação, é indicado fazer exfoliação leve. O principal cuidado é escolher com critério o local onde realizar o procedimento: existem casos de reaproveitamento de cera, principalmente quando é usada quente.

 

Topo