Tendências de beleza

Didi Wagner aposta em produto para os cabelos que é hit entre famosas

Divulgação
Segundo a apresentadora, o óleo de argan hidrata os fios e dá um visual bem cuidado imagem: Divulgação

Isabela Mena

Do UOL, em São Paulo

A última descoberta de beleza para a apresentadora do canal Multishow Didi Wagner, de 36 anos, é o óleo de argan, que ela tem usado desde o final de 2011. O produto, usado para combater o ressecamento dos cabelos, é febre entre as celebridades. "Sinto que o óleo de argan hidrata os fios e dá um visual bem cuidado", diz. Em casa, ela aplica o da marca Moroccanoil no cabelo semi-úmido, apenas nas pontas. "Os fios ficaram hidratados e com volume." Para manter o brilho constante dos cabelos, há dez anos ela entrega suas madeixas à equipe de Wanderley Nunes, do Studio W de São Paulo, onde faz reflexos a cada três meses e hidratação de 15 em 15 dias.

Mas para a mãe de Laura, 9 anos, Luiza, 6 anos, e Julia, 3 anos, a beleza  está na dosagem entre vaidade e bem estar. Ela admite que cuida, bastante, do corpo. Mas tanto quanto da mente. "Sou vaidosa no sentido de querer me sentir saudável e de saber que cuido de um bem que é meu. A felicidade está em tentar achar o equilíbrio entre o corpo saudável e a cabeça relaxada", diz.

Como pele também é importante para manter a aparência jovem e bem cuidada da apresentadora, ela confia cremes e tratamentos à dermatologista Adriana Vilarinho. A cada seis meses, faz um peeling químico no rosto e, diariamente, usa cremes especiais para a área, junto com pescoço e região dos olhos.

Na praia, enquanto anda de bicicleta ou surfa com as filhas, Didi não dispensa um bloqueador FPS 100 no rosto, pois sua pele é muito clara e já teve sardas brancas, que aparecem pela falta de melanina. No corpo, usa fator de proteção solar 70, em spray. "Posso até ficar exposta ao sol em alguns momentos para brincar com minhas filhas, mas sempre protegida, inclusive com chapéu", revela.

Corpo em forma

Entretanto, é nas atividades físicas que ela diz encontrar o balanço ideal entre o organismo bem cuidado e mente saudável. Como nas aulas de dança que faz na academia, duas vezes por semana. Nesses momentos, deixa-se levar pelo hip hop e a house dance. Os dois ritmos são complementares, já que o primeiro tem mais movimentos de solo e o segundo abusa de saltos e coreografias aéreas. "Dançar me completa e traz uma outra história por meio da música, da expressão corporal e do ambiente coletivo", diz.

Corpo e alma leves

  • Didi: "Felicidade está em tentar achar o equilíbrio entre o corpo saudável e a cabeça relaxada"

Sozinha, encara também horas de musculação com um personal trainer, na academia do prédio onde mora em São Paulo. "Acho necessário e importante para os músculos e para a ossatura. Mas vario com outras atividades, como boxe. Dou uns socos que ajudam a extravasar a energia", conta. Didi marca três dias de treino por semana com o personal, mas nem sempre cumpre os compromissos, por falta de tempo.

Mente sã

Na hora de se alimentar, Didi evita produtos muito industrializados e, apesar de não ser vegetariana, só eventualmente come carne vermelha. Sua prioridade são alimentos integrais, com pouco açúcar e pouca farinha branca, mas sem muito radicalismo – ou, como ela define, "o mais natural possível misturado com o urbanoide". "Gosto de doces e chocolates. Talvez não seja bom em termos calóricos, mas me dá uma sensação boa. O que eu procuro é uma alimentação saudável de forma geral", afirma.

Apesar de ser naturalmente magra reconhece que, como toda mulher (e mãe) acima dos 30, precisa lutar contra a gordura localizada. "Meu ponto fraco é a barriga, mas às vezes acumulo um pouco de gordura também nas pernas", conta. No entanto, se a celulite aparece, ela diz não se preocupar tanto. A apresentadora afirma que suas maiores cobranças não são físicas, mas em ser uma boa mãe, superar seus limites pessoais e agradar quem está ao seu lado.

É por isso que, além dos cuidados com a pele e o corpo, Didi dedica dois dias da semana à terapia freudiana. "Ela ajuda a me enxergar melhor, conhecer minhas falhas, descobrir o que me leva a comportamentos que posso lapidar", diz. É que, para Didi, assim como o corpo, a mente leve e trabalhada é que leva à beleza e ao bem estar.

Topo