Beleza

Escova do momento deixa os fios com balanço natural; aprenda a fazer

Patrícia Araújo/UOL
Ideal para cabelos curtos ou com comprimento médio, a escova com movimento deixa o visual mais natural imagem: Patrícia Araújo/UOL

Isabela Leal

Do UOL, em São Paulo

Um discreto volume no topo da cabeça, movimento natural (nada de fio reto) e pontas displicentes para fora. Esse é o estilo da escova do momento. Sim, a técnica ganhou jeito novo: o cabelo lisão, espelhado, saiu de cena e entraram os fios maleáveis, com movimento. “A mulher hoje quer liberdade, além da naturalidade, claro. Na maioria das vezes o liso total demanda um tempo e dedicação que as mulheres não têm hoje em dia”, acredita o cabeleireiro Rodrigo Lima, do salão Circus Hair, de São Paulo. “A moda e a vida de hoje pedem um visual mais leve e essa escova, despretensiosa, traz essa leveza. Sem contar que é bem mais fácil de fazer no dia a dia”, completa o profissional.

Outro segredo dessa nova tendência dos fios lisos é não ficar com aquele visual “construído de salão”, que é justamente o que a escova tradicional faz. “As mulheres querem um cabelo de capa de revista, mas que seja solto, leve, despojado e com certo volume, mas tudo com equilíbrio e elegância. O resultado de tudo isso é um visual sensual e extremamente natural”, opina o cabeleireiro Célio Faria, proprietário do Instituto de Beleza que leva seu nome, em Belo Horizonte. “Minha única ressalva é com a franja, que deve estar muito bem escovada”, finaliza o mineiro Célio Faria.

Dicas para fazer em casa

Escova ideal
Para qualquer tipo de cabelo o ideal é utilizar as escovas de cerâmica ou teflonadas, que preservam por mais tempo o calor do secador e, manter os fios quentes durante a modelagem, favorece o alisamento. Fios lisos e ondulados leves (aqueles jeitosos que como são penteados, ficam) podem ser trabalhados com escovas de poucas cerdas, já os enrolados e crespos precisam de escovas com mais cerdas e mistas – com pelo natural e fibras sintéticas – que alisam mais facilmente. O tamanho do cabelo também influi. A escova deve dar no mínimo uma volta e meia na mecha, caso contrário, a ponta ficará espigada.
Produtos para serem usados antes
Antes de começar a escova é imprescindível aplicar um protetor térmico para evitar que os fios sejam danificados pelo calor do secador. Cabelos mais difíceis de alisar podem ser trabalhados com mousse ou gel próprio para escova. Isso os torna mais maleáveis e garante um efeito duradouro. Na hora de comprar prefira as versões que já vêm com proteção térmica. E lembre-se de controlar a quantidade para não comprometer a ação do produto nem deixar os fios pesados.
Direção do jato de ar do secador
De baixo para cima favorece o volume. De cima para baixo doma o fio, tira o efeito frizz (de fios rebeldes) e controla o volume.
Temperatura do secador
Para alisar geralmente é quente, mas para finalizar vale dar um jato de vento frio – esse truque doma os fios e tira o frizz.
Giro de escova
No topo da cabeça e na franja, os fios devem ser enrolados para dentro, o que garante um volume natural. Nas laterais e pontas enrole para fora ou para cima para dar movimento e leveza.
Raiz
Essa região é importante para o resultado final. Quanto mais se levanta a raiz com a escova, maior é o volume. Então, fios volumosos devem ser escovados para fora.
Pontas
Elas são o segredo dessa escova mais natural, portanto o truque é enrolar para fora, a fim de garantir o efeito de pontinhas displicentes.
Finalização
Ao terminar a escova, aplique spray de fixação seco a uma distância de 30 cm. Evite o exagero para que os fios não fiquem pesados e sem movimento. Quem prefere mais movimento e menos fixação, pode finalizar com um reparador de pontas, que favorece um movimento natural.
Topo