Beleza

Cremes depilatórios são práticos mas exigem cuidados básicos para não irritar a pele

Thinkstock
Praticidade dos cremes depilatórios tem um porém: eles não removem a raiz dos pelos que crescem mais rápido que os retirados com cera imagem: Thinkstock

Olivia Silveira

Do UOL, em São Paulo

A promessa é tentadora: basta espalhar um creme sobre a pele, esperar uns minutos e retira-lo. Junto com o produto, os pelos das pernas, braços, axilas, virilha e até do rosto vão embora. “Os cremes depilatórios funcionam porque são fabricados à base de substâncias químicas que literalmente dissolvem a haste do pelo, quebrando as ligações químicas que mantêm a sua integridade”, explica Jardis Volpe, dermatologista de São Paulo. Segundo o médico, eles não eliminam o mal pela raiz, portanto os fios aparecerão mais rápido do que quando são removidos com cera.

Tão prático e rápido quanto a boa e velha lâmina, o creme oferece a vantagem da hidratação. “A pele fica menos áspera do que quando é raspada”, diz Jardis. Porém, dependendo da sua sensibilidade aos componentes químicos da fórmula, podem surgir irritações. “Procure marcas conhecidas e siga à risca as indicações do fabricante. Faça o teste do produto em uma pequena área do antebraço para saber se você é alérgica”, aconselha Silvia de Mello, dermatologista da Clínica Ivo Pitanguy, no Rio de Janeiro. Assim como acontece quando você usa a lâmina, em poucos dias os pelos aparecem novamente, porém com um toque mais suave, porque, como foram dissolvidos e não cortados pela metade, não “espetam” ao primeiro sinal de crescimento.



Saiba usar
O creme depilatório deve ser aplicado na pele sem nenhum machucado ou lesão e o tempo de ação precisa ser respeitado. “O principal efeito colateral do cosmético, a dermatite de contato irritativa (que causa ardor e vermelhidão), geralmente ocorre quando se ultrapassa o tempo de contato do creme com a pele”, avisa Jardis. Nunca aplique o depilatório em outra região que não a especificada pelo fabricante e fique longe de mucosas. Passados os minutos indicados na embalagem, lave muito bem o local com água e sabão para que não fique nenhum resíduo do produto. Também é importante evitar exposição solar e o uso de outros cosméticos com substâncias químicas (ácidos, por exemplo) por 24 horas. “Se não houver reações desagradáveis após o uso, a periodicidade de aplicação é relacionada à velocidade de crescimento do pelo. O tempo mínimo recomendado de intervalo entre as aplicações é de 72 horas para respeitar a integridade da pele e preservar os níveis de hidratação natural da derme”, explica Jardis.  

Avisos importantes
“Procure cremes que contenham algum ingrediente calmante na fórmula, como  Aloe Vera”, ressalta Silvia. Se mesmo tomando todas as precauções você perceber alguma reação alérgica, lave bem o local com água corrente e procure um dermatologista. “A área mais crítica é o buço, porque é muito sensível e exposta ao sol”, alerta Jardis. Após a depilação com creme no rosto, não deixe de aplicar o protetor solar. “E se os pelos do buço aumentam progressivamente, associado ao surgimento de fios na área da mandíbula e do queixo, procure um médico pois pode ser sinal de algum distúrbio hormonal”, acrescenta o dermatologista.

 

 

Topo