Beleza

Pele do colo precisa de tanto cuidado anti-idade quanto a do rosto

Thinkstock
Pele da região do colo é sensível e fica exposta aos raios solares, por isso é importante prevenir o envelhecimento precoce usando protetores e hidratantes imagem: Thinkstock

Isabela Leal

Do UOL, em São Paulo

Atentas aos sinais da idade, grande parte das mulheres já não abre mão de usar hidratantes e produtos anti-idade para o rosto. Mas quando o assunto é cuidado com a pele do colo (área entre o pescoço e os seios) nem sempre a disciplina é a mesma. Pelo contrário, essa é uma região frequentemente negligenciada devido à falta de conhecimento: no geral, as pessoas ignoram como essa área é frágil e vulnerável, pois fica exposta praticamente o dia inteiro pelo uso de decotes e blusas de alças. “O protetor solar é um exemplo clássico dessa negligência e quase ninguém aplica e reaplica o produto na região", diz a dermatologista Flávia Ravelli, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica. A mesma falha acontece com o hidratante e o creme anti-idade, que quase nunca são aplicados na região do colo.

Esse descaso com a área acaba trazendo problemas em longo prazo, por conta da própria natureza da cútis. “A pele dessa região é mais delgada que a do rosto, portanto tem menor quantidade de fibras colágenas e elásticas. E para piorar tem uma quantidade mínima de glândulas sebáceas, portanto é muito seca, o que favorece o envelhecimento”, afirma a dermatologista Daniela Lemes, do Rio de Janeiro.

Previna-se

Sendo assim, a palavra de ordem é prevenir os danos, com atitudes simples de serem adotadas no dia a dia. A seguir, saiba o que fazer e o que evitar para manter a saúde e integridade da pele do colo.

Filtro solar - Deve ser usado diariamente, de preferência com FPS 30 ou mais. “É importante lembrar de reaplicar o filtro solar ao longo do dia, principalmente quem trabalha sob o sol ou se desloca muito durante o expediente”, diz Flávia Ravelli.

Evite a bucha na hora do banho - Esse hábito pode piorar o ressecamento da pele, já que a tendência é retirar a camada protetora da pele, formada pela oleosidade natural.

Banho morno e pouco sabonete - O motivo é parecido com o uso da bucha. Por se tratar de uma região com pouca oleosidade, a água quente e o sabonete em excesso removem mais facilmente a barreira protetora da pele.

Esfoliação moderada - O ideal é esfoliar no máximo duas vezes por semana, de forma muito delicada, para remover as células mortas e favorecer a penetração dos hidratantes, que devem necessariamente ser aplicados na sequência.

Hidratação intensiva - Essa é a senha para prevenir o envelhecimento dessa região. De acordo com especialistas, os cremes devem ter vitaminas C e E, retinol, ureia, ácido hialurônico ou alfa-hidroxiácidos, combinados ou não, dependendo da necessidade de cada um.

Cápsulas antioxidantes - Por conterem agentes que combatem os radicais livres como vitaminas e antioxidantes, também podem ajudar na prevenção do envelhecimento do colo, em longo prazo.

Tratamentos estéticos

Apesar de a pele do colo ter processos de cicatrização e regeneração mais lentos e complexos, no geral os procedimentos estéticos têm bons resultados. Veja a seguir quais são as opções mais eficazes (disponíveis nos consultórios) para tratar os problemas frequentes que atingem essa área.

Manchas

No geral, os tratamentos com laser são eficazes para combater manchas escuras, sardas, assim como os vasinhos aparentes. Os cremes com ativos clareadores, peelings e luz pulsada também combatem a hiperpigmentação. “As manchas mais resistentes podem ser tratadas ainda com crioterapia”, afirma a dermatologista Luciane Scattone, de São Paulo, se referindo à terapia a frio.

Flacidez

O laser de infravermelho é o melhor tratamento para tonificar a região. “Ele age nas camadas mais profundas da pele, promovendo o estímulo da produção de fibras colágenas novas, diminuindo a flacidez da pele. Pode ser associado à luz intensa pulsada para resultados ainda melhores”, explica Flávia Ravelli. Cremes com ativos tensores como DMAE e argireline também ajudam, principalmente para a prevenção da flacidez.

Rugas

Quando já estão instaladas – e em alguns casos ocorre até aquele acúmulo de pele - uma das melhores indicações é a aplicação de ácido hialurônico injetável. Para a dermatologista Daniela Lemes, a técnica é completa: “Promove uma hidratação profunda e provoca o estímulo de produção de colágeno. As sessões podem ser intercaladas com uma de laser fracionado”, diz. O laser fracionado é uma opção para tratar linhas finas.

Topo