Beleza

Tons "gourmet" tiram o castanho da mesmice; entre na moda

Raphael Dias/Carol Caminha/Rafael Sorín/TV Globo | Montagem/UOL
Castanhos inspirados na culinária: caramelo (Bruna Marquezine), café expresso (Claudia Raia) e pinhão (Nanda Costa) imagem: Raphael Dias/Carol Caminha/Rafael Sorín/TV Globo | Montagem/UOL

Marina Carvalho

do UOL, em São Paulo

Não adianta negar: por mais que as brasileiras amem o cabelo loiro, o castanho é a cor predominante no País. E assumir o tom natural depois do desgaste de uma temporada de verão ou do uso frequente da chapinha e secador pode ser uma boa para a saúde dos fios. O desafio fica em sair do básico. O UOL Beleza já antecipou a cor sensação da temporada: marrom iluminado por mechas douradas – o cabelo de Giovanna Antonelli. Mas existem mais looks atualizadores, para cada tipo de castanho.

Segundo o colorista Juha Antero, do M.G Hair, em São Paulo, para ficar na moda, as luzes devem puxar para tons que lembrem ingredientes de cozinha, como pinhão, cappuccino, café expresso, cacau, caramelo, etc. “Vale uma gama de nuances inspiradas na culinária. E você deve brincar com elas para fazer inúmeros looks lindos”, conta o especialista.

Entretanto, apesar da variedade, o top colorista explica que há dois caminhos a seguir para deixar o castanho renovado e na moda. Um deles é a coloração bidimensional, que consiste na combinação de dois tons desses citados acima. O efeito será de brilho e profundidade. "As mechas são a outra opção", sugere. Pode-se apostar em "highlights" que mesclem dois tons quentes. “Fica moderno um pinhão com terra, por exemplo”, diz. Aquelas que gostam de luzes loiras devem tomar cuidado. De acordo com Juha, os tons frios combinados com castanho estão em baixa. “É importante que olhemos o cabelo e vejamos o castanho predominante”, diz.

  • Getty Images/MontagemUOL

    "Highlights" sutis renovam o castanho de Megan Fox, Leeighton Meester e Nina Dobrev

Viva a suavidade

Para o cabeleireiro Célio Faria, do Célio Faria Instituto, em Belo Horizonte, as mechas cobres e alaranjadas também devem ser evitadas. “Elas não podem ficar muito quentes e nem no tom pastel. O que buscamos é a naturalidade nos fios”, explica. Por isso, Célio aposta em uma quantidade mechas sutil em mulheres com a pele mais escura. “As mais claras podem ousar mais”, diz. O cabeleireiro também aconselha fugir do visual marcado. Por isso, indica não fazer mechas na área superior das madeixas. “Faça na área interna e ao redor do rosto, apenas para iluminar”.

Anderson Couto, do salão Majestic, no Rio de Janeiro, também prefere a sutileza e aprova o uso de mechas extremamente finas, combinadas com marrom, chocolate, avelã e caramelo. “O mais importante é não ficar artificial. Tem que bater a luz e vir aquele brilho dourado”, explica. Recentemente, ele transformou as atrizes Vanessa Giácomo para a próxima novela das nove da TV Globo, "Amor à vida". “Ela está com um castanho com mechas caramelo e dourado, bem fininhas”, revela. O hairstylist ainda aconselha a manter a raiz em um tom natural para aumentar o intervalo até o retoque. “Assim, os fios ficam mais saudáveis e também se economiza dinheiro no salão.”

Topo