Beleza

Fragrâncias famosas ganham versão leve para ser usada a qualquer hora

Carol Salles

do UOL, em São Paulo

Você já conhece as denominações EDP (eau de parfum) e EDT (eau de toilette), usadas para classificar a intensidade do seu perfume favorito. Porém, a tendência atual aponta para os perfumes que recebem a denominação “eau” ou, em algumas versões nacionais, “água”, que são levinhos, discretos e elegantes. Estas versões são menos concentradas que as tradicionais – portanto, perfeitas para usar no dia a dia. Garantem frescor, já que atuam quase como uma extensão da sensação de banho recém-tomado. Este tipo de fragrância tem como característica principal ser bem fresca, e suas notas mais comuns são as cítricas, herbais, florais transparentes e frutais efervescentes, além de amadeiradas leves para o prolongamento da fragrância na pele.

“Os perfumes eau são, geralmente, releituras de EDPs e EDTs originais, muitas vezes com alguns ingredientes diferenciados, porém dentro da mesma direção olfativa”, explica a especialista em perfumes Renata Ashcar, autora do livro Brasilessencia: A Cultura do Perfume. Na verdade, esse tipo de perfume existe há tempos – mais precisamente desde a criação das “eau de cologne” no século 18. “A novidade é sua utilização frequente como versão mais leve de fragrâncias já conhecidas,” diz Gisele de Souza, gerente de marketing sênior da Givaudan. “As "eau" ajudam a reforçar a imagem de uma marca na mente do consumidor”, explica. Use sem moderação.

Topo