Beleza

Musse para os cabelos está de volta; siga as tendências e otimize o uso

Thinkstock
Mais ou menos volume e controle das mechas são algumas opções que a mousse proporciona imagem: Thinkstock

Geiza Martins

Do UOL, em São Paulo

Quando ouve a palavra musse, qual a primeira imagem que vem à sua cabeça? Se for apenas o cantor Jon Bon Jovi e seu visual roqueiro com os cabelos completamente repicados e  volumosos, está na hora de atualizar o conceito do produto de finalizações. Sim, usar musse foi uma onda na década 80 e perdeu força nos anos 90.  Apesar de o produto nunca ter ficado completamente fora do mercado, ensaiou uma volta nos anos 2000 e, agora, prepara seu retorno triunfal.

“Esqueça aquele visual melado, sujo e roqueiro, típico dos anos 80. A musse ressurge como alternativa de finalização pela questão da vida moderna, pois permite criar visuais elegantes com facilidade, buscando referência nos anos 50 e 60, com formas mais limpas, puxando para a alta costura ou visual ondulado de diva anos 20, ou ainda aquele visual de passarela chique”, explica Charles Veiyga, cabeleireiro do salão C.Kamura, em São Paulo.

Por ser um produto versátil e de fácil utilização, a musse deve ser encarada como uma ferramenta para dar forma. “O produto é um hit quando o assunto é estilização. Serve para modelar com o benefício de controlar e eliminar o frizz”, afirma Fabinho Araújo, cabeleireiro do salão Celebrité, em São Paulo.

Produto curinga

Todos os tipos de cabelos podem receber o produto, desde o fino e liso para ganhar volume ao crespo para definir ondas. “E o ideal é aplicar nos cabelos ainda úmidos, pois a fibra capilar absorve melhor os ativos”, ensina Fabinho Araújo. Geralmente, as marcas dividem as musses em três categorias de fixação: suave (deixa mais maleável), médio (ainda moldável) e forte (fixação total).

A dose correta varia conforme o comprimento dos fios e a finalidade do look. Se for fixar um curto, por exemplo, uma quantia equivalente a uma laranja é o suficiente. “Caso queira dar textura apenas, o tamanho de um limão basta. Já os médios e longos com efeito pesado, necessitam do equivalente a duas laranjas grandes para fixar ou um limão pequeno para modelar”, ensina Charles Veiyga.  

Como o segredo para um resultado perfeito é saber usar, os cabeleireiros dão algumas dicas para cada caso. Aprenda e pratique:

Dar volume ao cabelo fino: aplique o produto na parte interna da raiz, comprimento e pontas. Seque levantando a raiz para o alto. Se quiser ainda mais volume, seque com a cabeça para baixo.  

Baixar volume: passe por cima do cabelo, em pequena quantidade. Não use pente, apenas as mãos em um movimento de cima para baixo. Deixe secar naturalmente.

Definir cachos: use a musse de cima para baixo, descendo com as mãos. Dê uma leve apertadinha nas pontas para definir melhor as ondas.

Visual de passarela: Amasse todo o comprimento com o produto nas mãos, das pontas até próximo da raiz.

Topo