Beleza

Loiro pérola é o tom do verão; clareie os fios de forma saudável

Getty Images/Montagem/UOL
Candice Swanepoel, Michelle Williams e Elle Fanning já desfilam o loiro-desejo imagem: Getty Images/Montagem/UOL

Mayara Alves

Do UOL, em São Paulo

Basta a temperatura subir um pouco que a procura nos salões para clarear os fios aumenta. O loiro, tom característico do estilo “surfista chique”, é um ícone do verão e aparece colorindo as cabeças até das morenas, que se transformam com a chegada da estação. Luzes suaves, em degradê, carameladas... Você pode (e deve) adaptar o loiro ao seu estilo, mas o tom da próxima estação será o pérola. “Os tons claros, no lugar dos dourados, estarão com tudo. Isso porque o sol tem uma tendência a amarelar os fios. Então, se as luzes são feitas douradas, elas tendem a ficar amarelas demais. Por isso, vale investir no loiro clarinho, perolado”, conta o cabeleireiro Rodrigo Cintra, dos programas Esquadrão da Moda e Programa da Eliana e do Studio W Iguatemi, em São Paulo.

Técnica

Além da cor, também há uma nova tendência para como ela incorpora nos fios. Se antes as mechas californianas eram as queridinhas, agora o degradê, ao invés de começar no meio do comprimento, começa desde a raiz. “Esse efeito de raiz bem escura já foi! Agora, é claro desde a raiz e vai clareando ainda mais até as pontas”, conta Cintra. A raiz é feita com luzes bem fininhas e vão aumentando de quantidade em direção às pontas. E o melhor é que um dos benefícios das californianas, que era o grande intervalo entre um retoque e outro, se mantém, apenas diminui um pouco. Segundo Rodrigo, é possível esperar quatro meses para o próximo retoque. Quanto mais tempo tiver o intervalo, melhor para a recuperação natural dos fios. 

Cronograma

Mas não vale ir até o salão e ficar loira do dia para a noite, combinado? Descolorir os fios requer muito cuidado. Quanto mais claro for o tom escolhido, mais ressecado fica o cabelo e maior é a agressão. Por isso, é preciso criar uma rotina de cuidados antes e depois do clareamento, veja:

Duas semanas antes da descoloração é preciso começar a preparar os fios para o clareamento. “Para um loiro saudável, o ideal é fazer um tratamento semanal de reconstrução dos fios duas vezes. No intervalo, invista em uma hidratação. Mas não exagere, se fizer a reconstrução mais de uma vez por semana, o cabelo pode ficar rígido”, ensina Daniela Torres, colorista do Werner Coiffeur Copacabana, no Rio de Janeiro. A hidratação é importante para tratar a parte externa dos fios e dar brilho. Já a reconstrução, geralmente à base de queratina, deixa o cabelo mais forte, evitando a quebra.

No dia da descoloração: se você pretende clarear bastante os fios, evite fazer isso aos poucos, com várias visitas no salão. Isso porque cada descoloração é uma nova agressão. Alcançando o tom desejado em uma única vez, o dano é único e será reparado com mais facilidade. “Além disso, essa forma evita retoques no comprimento. Ou seja, você até pode deixar para clarear ainda mais os fios no próximo retoque de raiz, mas estará agredindo muito o comprimento, que receberá química sobre química. Se clarear de uma vez, apenas a raiz receberá química no retoque e o restante não”, explica Cintra. Para atingir a cor da tendência, não há necessidade do uso de tonalizantes após a descoloração. O ideal é deixar o descolorante por mais tempo, até alcançar o tom desejado. No caso do loiro pérola, ele só é conquistado com a despigmentação, não com a tonalização. “Se o cabelo ficou um pouco amarelado, o tonalizante não vai conseguir desfazer isso, porque ele não clareia”, alerta Rodrigo. 

Em seguida do processo, já é preciso começar a rotina de cuidados. “No mesmo dia das luzes, o ideal é fazer uma outra reconstrução para repor a queratina do cabelo que se perdeu com a descoloração”, recomenda Daniela. Uma opção é fazer uma cauterização, que também age na reconstrução dos fios. O dia do clareamento é o dia que o cabelo mais precisa de cuidados. Por isso, não é aconselhável deixar a reconstrução para depois.

As quatro semanas após a descoloração é o período em que o compromisso com seus fios deve ser total, para recuperar ao máximo os danos causados pelo clareamento. É tempo de dedicação, por isso, mantenha a restauração semanal intercalada com uma hidratação, que pode ser feita em casa.

No dia a dia 

Nos meses seguintes à descoloração é indicado o uso de produtos para cabelos descoloridos e danificados: xampus, condicionadores e até finalizadores vão ajudar a manter a saúde dos seus fios. “Pelo menos uma vez por semana, recomendo também o uso de um xampu desamarelador, deixando-o agir por 5 minutos”, recomenda Cintra. Além disso, vale investir em condicionadores potentes para a nutrição dos fios ou até trocá-los por uma máscara hidratante, que nada mais é que um condicionador com superpoderes. Mas o que não pode faltar no seu nécessaire são finalizadores com proteção solar, que reduzem a ação dos raios UV nos fios, evitando o amarelamento. A lavagem diária está liberada, afinal a água é um hidratante natural e, com os produtos certos, seu cabelo não será agredido. Mas deixe-o secar naturalmente. Durante a sua temporada loira, evite o uso de secador e chapinha, pois o calor resseca os fios e dificulta a recuperação natural. 

Topo