Beleza masculina

Beleza masculina: Guia ajuda a escolher o barbeador elétrico ideal

Thinkstock
Levar em consideração suas preferências de acabamento e estilo de barbear é fundamental ao escolher um barbeador elétrico imagem: Thinkstock

Simone Ota

Do UOL, em São Paulo

Uma das regras mais importantes na hora de comprar um barbeador elétrico é não se deixar levar pela ideia de que o mais caro é sempre o melhor. Tudo vai depender da sua necessidade. Portanto, vale se questionar se você realmente precisa de um modelo cuja bateria dura uma hora se o aparelho vai ser usado somente em casa. Ou se há necessidade de levar um barbeador que só permite uso a seco se o seu prazer está em se barbear debaixo do chuveiro ou usando espuma ou creme de barbear. “Os barbeadores elétricos atuais são mais seguros e trazem cabeças flutuantes, que se movimentam conforme as curvas do rosto, por isso dificilmente provocam cortes, como acontece com a lâmina descartável. Além disso, eles não cortam o pelo tão rente, o que evita que os fios cresçam sob a pele e encravem”, afirma o dermatologista Jardis Volpe, da Clínica Volpe, em São Paulo.

Para quem torce o nariz justamente para esse resultado de barba nem tão lisinha assim, o médico recomenda apenas finalizar o cuidado com a lâmina descartável. Como o contato vai ser menor, o risco de lesões também diminui. O mesmo truque é indicado para quem tem a chamada barba fechada, aquela que é farta como a do ator Tony Ramos e do modelo grego Paraskevas Boubourakas.


Bigode, cavanhaque & cia.
Para quem sofre de alergia, uma boa opção é o barbeador elétrico a seco, que dispensa o uso de gel, espuma ou creme para barbear. Já se os seus pelos crescem em sentidos diferentes ou você faz questão de um pescoço limpinho, a melhor pedida é o barbeador com sistema multidirecional – como o próprio nome sugere, ele permite movimentar o aparelho em várias direções e em áreas mais delicadas.

Em contrapartida, donos de bigode, cavanhaque, costeletas ou sobrancelhas abundantes precisam de marcas que oferecem um kit contendo aparador de fios. Ao passo que viajantes se dão melhor com aparelhos que trazem bateria inteligente, como a de lítio, que tem alta durabilidade e não vicia.

Faz toda a diferença
Seja qual for o modelo escolhido, os especialistas sugerem fazer a barba sempre depois do banho ou após colocar uma toalha quente sobre o rosto por alguns segundos. É que o calor amolece os pelos e facilita a retirada deles. “Essencial também é limpar o barbeador elétrico conforme as orientações do fabricante, guardá-lo em local que não seja úmido e evitar que fique exposto no banheiro. Tudo isso aumenta a vida útil do equipamento e favorece a saúde de quem usa”, lembra a dermatologista Carla Bortoloto, de São Paulo.

Topo