Beleza

Conheça três tratamentos modernos e eficazes para secar medidas

Thinkstock

Isabela Leal

Do UOL, em São Paulo

Os primeiros ares do verão, nessa reta final da primavera, sempre trazem o desejo de um corpo mais magro e definido. De preferência, rápido e sem muito esforço. Uma das soluções para esse dilema podem ser os novíssimos aparelhos estéticos que, apesar da demanda de um bom investimento financeiro, derretem as gordurinhas mais teimosas e, de quebra, tonificam a pele.

Para esclarecer a melhor opção para cada caso, UOL Beleza conversou com médicos que acompanham todas as safras desses equipamentos, e a seguir explicam os detalhes sobre seus benefícios, que podem ser desde o tratamento de culotes de uma pessoa magra até uma barriguinha saliente (inimiga número 1 do biquíni) de alguém com sobrepeso médio.

Barriga, nunca mais

Liposonix - Chegou ao Brasil em julho de 2013
O que combate: “É muito eficaz na região do abdômen, mas pode ser usado para a parte interna das coxas e braços. Uma paciente com manequim 44 perde até 2,5 cm de medida, o que significa baixar para o 42. Em pacientes mais magros, a perda é proporcional, entre 1 cm e 1,5 cm de circunferência abdominal”, declara a dermatologista Mônica Aribi, de São Paulo.  

Como age: Trata-se de um ultrassom de alta tecnologia, que penetra como um cone invertido até a camada de gordura, matando as células gordurosas por meio do calor (50 graus). Assim, reduz a espessura do tecido gorduroso de uma vez por todas. “Se as células existentes ficarem com seus tamanhos estáveis, o resultado será definitivo, pois a espessura do tecido gorduroso se manterá menor”, afirma Dra. Mônica. E o melhor: basta uma sessão por área. “Em 30 dias após o procedimento já é visível a perda, que continua progressiva até completar 90 dias”, diz a médica.
Junto com os disparos de ultrassom, a paciente recebe respingos de água gelada cuja função, além de aliviar a sensação de dor, é aumentar a penetração do raio de ultrassom. Melhora também a flacidez, pois o calor emitido estimula as fibras de colágeno no momento em que o raio de ultrassom passa pela derme. A sensação é dolorida e cada disparo dura 3 minutos, mas é de praxe a indicação de um anti-inflamatório 30 minutos antes e um analgésico logo no início do procedimento.

Resultados: “O diferencial é justamente tratar o problema em uma única sessão, mesmo porque o tratamento não pode ser repetido em até 60 dias”, afirma Mônica Aribi.

Preço médio: de R$ 3 mil a R$ 5 mil*.
Tempo da sessão: vai depender do tamanho da área tratada, em média de 40 a 60 minutos.

Abdômen sequinho e pernas e braços definidos

Exilis Elite - Chegou ao Brasil em outubro de 2013
O que combate: Gordura localizada do abdômen, braços, coxas e parte interna das coxas. É ideal para pessoas com peso normal ou sobrepeso leve. Também suaviza a celulite. Para quem está em processo de emagrecimento, inclusive, é útil para acelerar os resultados, principalmente nas áreas de maior acúmulo de gordura.

Como age: A radiofrequência usada vai além de transformar energia em calor para atingir a camada de gordura. A novidade é a onda mais comprida, capaz de atingir camadas profundas sob a pele, o que possibilita controlar a profundidade do foco, através de ajustes no resfriamento da ponteira (quanto mais resfriada, mais ondas serão direcionadas para a gordura) – o que favorece o tratamento de pessoas com pouca, média ou muita gordura. “Não há nenhum aparelho que se pode controlar a profundidade variando a temperatura dessa forma. É uma técnica que pode ser aplicada em qualquer lugar do corpo e funciona para áreas pequenas ou grandes; quanto maior a região a ser tratada, mais tempo levará o tratamento”, declara o dermatologista Jardis Volpe, de São Paulo.
Não causa dor nem ardência. O processo favorece uma visível melhora na celulite, pois ataca as fibroses que causam os furinhos e a hipertrofia da gordura, desinchando a pele, já que retira gordura de dentro das células.

Resultados: Nos estudos clínicos, a perda de gordura ocorreu após 4 sessões. No abdômen houve perda de 3 a 5 cm, e nos braços, de 2,5 cm, em média. “Isso pode variar. Tem pessoas que já perdem logo no início do tratamento, mas a perda é progressiva – após o fim das sessões, ainda ocorre perda gradual por mais 30 dias, mecanismo nunca antes visto em tratamento com radiofrequência”, afirma Jardis Volpe. “Inclusive, essa é outra vantagem desse aparelho em relação aos outros de radiofrequência, que precisam de 8 a 10 sessões para terem resultado”, completa o médico.

Preço médio: R$ 800*, a sessão. O pacote com 4 sessões para o abdômen sai por R$ 3.200*.
Tempo da sessão: 30 minutos.

Adeus culotes

Galeno Sculptor - Chegou ao Brasil em outubro de 2013
O que combate: Um dos problemas mais comuns entre as brasileiras: os culotes. Por isso é indicado para pessoas magras que sofrem com aquela saliência na dobrinha entre a coxa e as nádegas, que não sai nem com malhação. Além disso, seca a barriga, os flancos (gordura da parte lateral das costas) e aqueles excessos que teimam em marcar a linha do sutiã. Ataca também a flacidez.

Como age
É uma plataforma que reúne as três  tecnologias mais consagradas do momento: criolipólise, radiofrequência multipolar e ultrassom cavitacional, que podem ser utilizadas juntas ou separadas, dependendo da programação do aparelho e da necessidade do paciente. A criolipólise mata as células de gordura por meio de um resfriamento excessivo. Congelada, a gordura é “quebrada” pela agitação do ultrassom cavitacional, que tem uma vibração muito potente, fazendo com que a célula se divida em ácido graxo e glicerol, substâncias que serão metabolizados pelo sistema linfático. “Esses tratamentos associados são eficazes para tratar a região dos culotes, que sofre com a gordura resistente, e ainda reduzir a celulite, que é uma das consequências do aumento de gordura, típica dessa área”, diz o dermatologista Abdo Salomão, de Guaxupé (MG). No geral, não causa dor, a sensação é de leve desconforto por conta da sucção da ponteira.

A radiofrequência (energia que gera calor e contrai as fibras de colágeno) trata e previne a flacidez. “Mesmo quem não tem a pele flácida, com a perda de gordura pode vir a ter. Nesse caso todo paciente tem indicação para fazer a radiofrequência, por prevenção”, declara a dermatologista Ana Paula Urzedo, de São Paulo, que explica: “O ideal é que a sessão de radiofrequência seja alternada com a aplicação da criolipólise mais ultrassom cavitacional. Assim, o ultrassom potencializa o resultado e a radiofrequência atua no colágeno para combater a flacidez”, diz a médica.

Resultados: Por provocar uma perda controlada e moderada, são necessárias de 1 a 3 sessões, com intervalos de 15 dias entre elas. Vai depender da quantidade de gordura a ser eliminada.

Preço médio: R$ 1000 a R$ 1500*.
Tempo da sessão: 1 hora e 20 minutos.

*Preços consultados em clínicas de todo o país

Topo