Beleza

Não cortar cutículas é hábito saudável e facilita manutenção das unhas

Thinkstock
Na "nova manicure" a cutícula deve ser bem hidratada e cuidadosamente empurrada com espátula ou palitinho de laranjeira imagem: Thinkstock

Carol Salles

Do UOL, em São Paulo

Influenciadas pelas europeias e americanas, cada vez mais brasileiras aderem à “nova manicure”, aquela na qual as cutículas são mantidas intactas. O hábito de tirar a pele ao redor da unha é tipicamente brasileiro, existe por motivos puramente estéticos e tem contraindicações. A principal delas diz respeito à saúde. É que a cutícula forma uma barreira de proteção que impede a entrada de fungos e bactérias no organismo, evitando doenças. “Além disso, é na região da cutícula que está localizada a matriz da unha. Inflamações ou traumas nesta área podem ocasionar alterações no formato da unha e o surgimento de estrias, ondulações e descolamentos”, diz o dermatologista Marcelo Bellini, de São Paulo. Outra vantagem de não tirar as cutículas é a praticidade. Acredite, manter as mãos sempre belas torna-se muito mais fácil. “Não tem mais aquilo de deixar as mãos de molho, cortar e rezar para não 'tirar bife', etc”, enumera a blogueira Daniele Honorato, do blog Unha Bonita.

Pra começar
Aderir à tendência é fácil. Mesmo quem sempre cortou as cutículas com alicate pode eliminar o hábito agora mesmo. Basta fazer uma última limpeza nas unhas. Para isso, tenha em mãos um amolecedor de cutículas, uma espátula ou palitinho de laranjeira, além de um alicate afiado. Espalhe o amolecedor generosamente sobre toda a pele ao redor dos dedos e aguarde de 3 a 5 minutos. Com uma espátula, “varra” toda a pele que está em excesso, limpando bem. Então, com um alicate afiado, corte superficialmente as pontinhas da pele que saltou, tomando o cuidado de eliminar apenas o excesso da cutícula.


E o esmalte?
Parece complicado espalhar o esmalte numa unha com cutícula? Se elas estiverem hidratadas e bem cuidadas, o processo é bem simples. Daniele Honorato ensina: “Passe bastante creme hidratante nas mãos e massageie bem, dando ênfase às pontas dos dedos. A seguir, com a ajuda de uma espátula ou palitinho de laranjeira, faça o contorno das cutículas de todas as unhas. Esse cuidado vai facilitar a limpeza do excesso de esmalte depois. Antes de começar a esmaltar, limpe apenas a base da unha com um algodão embebido em removedor para tirar qualquer resíduo do creme e o esmalte fixar melhor”. Então, basta aplicar a base e o esmalte, normalmente. Retire o excesso com a ponta do palitinho e, em seguida, limpe ao redor com o mesmo palitinho envolvido em algodão e removedor.

 

TESTE AS CORES DE ESMALTE QUE FARÃO SUCESSO NESTE VERÃO

Manutenção
Repita o processo de afastamento de cutícula sempre que sentir necessidade. Leve em conta que, no início, o processo é mais frequente, pois a pele está se acostumando com a nova rotina e pode levar um tempo até ela se regenerar e parar de crescer. O palitinho, nesse ponto, pode ser substituído por um esfoliante de mãos e unhas (que vai eliminar a pele morta e ressecada) ou ainda por uma escovinha de unhas, que deve ser passada vigorosamente sobre cada dedo envolvido em uma camada generosa de redutor de cutícula. Depois, é só esmaltar. “Além disso, é importantíssimo hidratar as cutículas diariamente com um produto específico para isso”, diz Raíssa de Mello João, sócia proprietária e diretora de tendências do Cheers Nail Club, em São Paulo (SP). Uma dica é sempre ter à mão um produto desse tipo - na gaveta do escritório, no banheiro de casa, na bolsa. Assim, sempre que sentir a cutícula ressecada, massageie um pouco sobre a pele.

No salão
É claro que deixar de tirar a cutícula vai eliminar boa parte do trabalho de uma manicure profissional. E isso é bom para elas - até porque o salão continua imprescindível para quem quer ter unhas mais bonitas. “Manicure não é uma profissional para fazer cortes e, sim, embelezar as unhas. Uma vez que as cutículas já estão ok, ela pula esse passo e parte para as cores, a nail art, etc”, pondera Daniele. No entanto, para quem ficar insegura, a dica é procurar salões cujas profissionais tenham familiaridade com esse tipo de manicure. “No Cheers Nail Club, as manicures são treinadas para não retirar as cutículas. Nosso procedimento consiste em descolar as cutículas da unha - e não empurrá-las, para não danificar as unhas-, além de esfoliação e hidratação nas mãos e cutículas”, explica Raíssa.

 

Topo