Beleza

Pedro Lourenço faz sua estreia na área da beleza com linha de make; conheça

Divulgação
Pedro Lourenço e a modelo Thairine Garcia, sensação da última SPFW e rosto da linha de maquiagem do estilista imagem: Divulgação

Bianca Iaconelli

Do UOL, em São Paulo

Famosa por convidar nomes do mundo da moda e das artes para criar coleções de maquiagem sob sua chancela, a marca canadense de cosméticos M.A.C acaba de incluir o nome de um brasileiro pela primeira vez em seu portfólio de parcerias. Depois de personalidades como a cantora Rihanna, a grife Proenza Schouler e a personagem Miss Piggy, do desenho animado "The Muppets", o estilista Pedro Lourenço, é quem assina uma linha de maquiagens.

Composta por 11 produtos em que predominam tons de nude e vermelho, a coleção chega às lojas físicas e no site mundial de vendas on-line da marca nesta quinta-feira (29). "Pedro foi escolhido por vários motivos. Entre eles, porque é jovem e fala do Brasil para o mundo", conta Edith Meirelles, diretora de marketing da empresa no país.

O estilista conversou com o UOL Beleza durante o evento de lançamento que aconteceu na capital paulista. Para ele, o convite foi uma oportunidade de levar seu ponto de vista criativo para uma área fora da moda. "A beleza tem mais flexibilidade para quem vai consumir, a moda tem suas restrições. Tenho até um pouco de inveja de maquiagem, porque, por mais que você use os mesmos produtos e faça sempre a mesma produção, nunca ficará igual", diz Pedro. A seguir, leia o bate papo na íntegra:

UOL Beleza: Quando desenha uma roupa, você pensa na maquiagem da mulher?
Pedro Lourenço: Penso na hora de compor o desfile, porque me ajuda a direcionar a proposta de moda que desejo transmitir. Mas, na hora de vender as peças, gosto de deixar um espaço livre para que cada pessoa que vista possa criar algo que a deixe mais confiante.

UOL Beleza: Quais foram as suas inspirações na hora criar as maquiagens?
Lourenço: Quis trazer um clima nostálgico do final dos anos 70, em especial da região da Ásia, que contava com muita laca vermelha: uma cor imponente. Mas, ao mesmo tempo, tem uma ideia de futuro na textura das embalagens marrons, que simulam um toque aveludado. Isso é super tecnológico. 

UOL Beleza: Sua coleção é essencialmente feminina, mas há um movimento de estilistas no exterior que usam e criam maquiagens para homens, como Tom Ford e Marc Jacobs. Esse é um universo que te anima para uma próxima criação?
Lourenço: Eu, particularmente, não uso maquiagem. Não tenho físico para isso. Mas, dependendo do estilo do homem, acho até interessante um batom vermelho, por exemplo. É uma pegada rock and roll bem sexy,  como se ele tivesse acabado de beijar a namorada e ficou manchado. Sou livre nesse quesito, mas acho mais legal quando se trata de uma atitude do que uma ação corretiva. Sendo assim, acho que o Mick Jagger e David Bowie me inspiram mais, quando o assunto é criar belezas.

Topo