Beleza

Blush exagerado volta nesta temporada; você usaria?

Getty IMages/Montagem/UOL
Blush marcado nos desfiles Michael Kors (foto à esq.) e Vivienne Westwood Red Label imagem: Getty IMages/Montagem/UOL

Izabel Oliveira

Do UOL, em São Paulo

O blush é fundamental no nécessaire, porque sua função é dar um ar de saúde às maçãs do rosto. Porém, sua aplicação está sempre próxima de um limite, afinal muitos profissionais consideram extrapolá-lo perigoso, pois o ideal é que o efeito do produto seja suave, evitando marcações e cores berrantes. Entretanto, nesta temporada, o produto ganha pigmentação intensa com tons de rosa e bronze, como mostraram as grifes Michael Kors e Vivienne Westwood Red Label, na edição outono/inverno das semanas de moda de Nova York e Londres, respectivamente.

Para conquistar o look das passarelas, a maquiadora Nádia Tambasco, do Salão Marcos Proença, em São Paulo, explica que é necessário investir na quantidade de produto. “O visual marcado é mais fashionista e, para usá-lo, você pode escolher um blush rosa de tonalidade mais vibrante ou um terroso, que fica mais suave”, diz. A profissional conta que na hora de conseguir o efeito, o pincel correto fará toda a diferença, portanto é preciso escolher um modelo chanfrado ou arredondado e volumoso. “A marcação começa perto da costeleta e vai em direção à boca, têmporas e, no caso do contorno, abaixo do maxilar”, ensina.
 

Você usaria blush marcado com cores intensas?

Resultado parcial

Total de votos
Total de votos

O blush marcado com cores mais intensas ajuda a criar a impressão de rosto mais anguloso e fino, ideal para quem busca um look ousado. As cores da vez também podem ser usadas em uma maquiagem mais natural, porém, é preciso controle na quantidade de produto aplicado, lembrando-se sempre de eliminar o excesso no pincel. Para isso, basta sacudir a ferramenta antes de tocar a face.

Você usaria blush marcado com cores intensas?

Resultado parcial

Total de votos
Total de votos
Topo