Beleza

Pescoço e mãos exigem tanto cuidado quanto o rosto; saiba como tratar áreas

Fotomontagem UOL/Grosby Group
Sarah Jessica Parker e Madonna chamam atenção pelo aspecto envelhecido das mãos imagem: Fotomontagem UOL/Grosby Group

Shâmia Salem

Do UOL, em São Paulo

Muitas pessoas tomam todo cuidado com a pele do rosto, mas esquecem das mãos e do pescoço, áreas sensíveis e que têm tanta exposição ao sol e fatores externos quanto a face. Prova disso são os closes das mãos e do pescoço da cantora Madonna, de 55 anos, e da atriz Sara Jessica Parker, de 49, divulgados na internet. As fotos valem como um alerta para quem nunca se lembra de cuidar dessas partes. “Some a isso o envelhecimento natural, que deixa o dorso das mãos mais fino e flácido, com rugas, manchas e veias cada vez mais evidentes”, diz a dermatologista Karla Assed, do Rio de Janeiro.

E não são só os efeitos naturais que ajudam a diminuir o tônus do pescoço. Atividades comuns do dia a dia contribuem para a sua flacidez e envelhecimento. “Cada movimento que fazemos ao falar ou mastigar, por exemplo, faz com que os músculos da região puxem a pele para baixo, criando linhas horizontais que parecem colares”, afirma o dermatologista Cristiano Kakihara, de São Paulo. Segundo o profissional, o pescoço também pode apresentar excesso de vasos sanguíneos na camada superficial da pele, dando a impressão de que a pessoa ficou horas sob o sol forte; manchas, causadas pela radiação ultravioleta, gravidez, estresse, anticoncepcional ou cosmético; e pequenas lesões, que muita gente acredita serem verrugas. “Na verdade, são pequenos tumores benignos frequentes em pessoas idosas, pardas ou negras”, avisa o médico.

Prevenir é possível
Para exibir mãos jovens e prevenir o envelhecimento precoce, a recomendação é aplicar diariamente (quantas vezes achar necessário) bons hidratantes, como os elaborados com ureia, semente de uva, PCNA e lactato de amônio, combinados com estimuladores de colágeno e filtro solar. “À noite, o hidratante pode ser substituído por um cosmético cremoso e com substâncias sensíveis à luz, entre elas os ácidos retinoico ou glicólico, para prevenir o ressecamento e combater o envelhecimento”, afirma Karla Assed. Caso já haja manchas na pele, a sugestão é investir em um produto despigmentante que, apesar de não apagar o problema, dá uma boa suavizada e evita que piore. Entre as boas pedidas estão os produtos que contêm hidroquinona, vitamina C e ácido kójico.

Já a beleza do pescoço pode ser mantida diariamente com o mesmo filtro solar, sabonete, tônico, hidratante e antirrugas usados no rosto e, uma vez por semana, com esfoliante e máscara facial. “Para quem está na faixa dos 30 anos, recomendo incluir na rotina de cuidados noturnos um creme à base de vitamina C e, a partir dos 40, trocá-lo por um com ácido”, indica a dermatologista Erica Monteiro, da clínica Sthetica, no Rio de Janeiro.

Cuidados diários
Quando o pescoço ou as mãos já apresentam aspecto envelhecido, o ideal é associar o cuidado diário aos tratamentos dermatológicos. Boas opções não faltam. “Há inúmeros lasers para deixar o dorso livre de veias e manchas das mais variadas extensões e profundidades; ultrassom microfocado para combater a flacidez e rugas superficiais, preenchedores que dão conta dos sulcos mais profundos e peelings, que melhoram o aspecto geral das mãos”, lista a dermatologista Karla Assed.

O que a incomoda é o pescoço? “Flacidez, rugas, veias ou manchas podem ser tratadas com sessões de peeling, radiofrequência, infravermelho, ultrassom microfocado, laser ou aplicação de toxina botulínica ou de preenchedores à base de ácido hialurônico”, garante Erica Monteiro. A escolha vai depender de uma série de fatores, entre eles, a intensidade do problema, a sensibilidade à dor,  a disponibilidade de cada pessoa, em quanto tempo deseja ver o resultado e, claro, quanto deseja gastar. Por isso, o ideal é conversar com o dermatologista e decidir qual é o tratamento mais adequado.

Topo