Últimas de Estilo de vida

Dermatologista de Bruna Marquezine revela segredos para combater a celulite

AKM-GSI Brasil/AgNews
Mudanças visíveis. À esquerda, a atriz em março de 2014, durante gravações da novela "Em Família" em uma praia carioca. À direita, em julho do mesmo ano, durante férias na Europa imagem: AKM-GSI Brasil/AgNews

Carol Salles

Do UOL, em São Paulo

A dermatologista Juliana Neiva, do Rio de Janeiro, está acostumada a conviver com algumas das mulheres mais lindas do Brasil. Entre suas pacientes estão atrizes como Bruna Marquezine, Paolla Oliveira, Juliana Paes e Carol Castro. Recentemente, a médica lançou, em parceria com a jornalista especializada em saúde Paula Neiva e a nutricionista Carolina Ribeiro, o "Guia Prático da Beleza - Por Dentro e Por Fora", que reúne dicas para combater encanações que assombram a maioria das mulheres, como a celulite.

Ela conversou com o UOL Beleza e afirmou: “Há pesquisas que calculam que a celulite afeta até 98% da população feminina depois da puberdade. Trata-se de uma condição crônica e que requer atenção e cuidados permanentes”. Portanto, veja, a seguir, oito cuidados listados pela médica para diminuir e prevenir os indesejados furinhos.

1) Substitua a "pausa para o cafezinho" pela “hora da água”
O líquido é ingrediente-chave para diminuir ou evitar os furinhos. Isso porque ajuda a circulação do sangue. Se for difícil beber a média indicada de oito copos por dia, Juliana recomenda que se troque os cafezinhos do trabalho por água. Outra dica é apostar nas águas aromatizadas com frutas, como limão, laranja ou morangos, ou ervas, como hortelã, manjericão, alecrim e sálvia.

2) Evite calcinhas apertadas
Ou calças, shorts e bermudas. Roupas muito justas prejudicam a microcirculação do sangue na hipoderme (a camada mais profunda da pele, onde estão localizadas as células de gordura), o que, por sua vez, contribui para a retenção de líquidos e inchaço.

3) Coma gordura
Claro que estamos falando das chamadas “gorduras do bem”, especificamente os ômegas 3 e 6. Essenciais para o organismo, elas agem como antioxidantes, melhoram a hidratação da pele e ajudam na sua uniformidade. Inclua na sua dieta peixes de águas profundas (salmão, atum e sardinha), além de linhaça e oleaginosas (nozes, castanhas, avelãs e amêndoas). O consumo destas últimas, no entanto, deve ser em pequenas quantidades, já que são alimentos calóricos e podem engordar.

4) Dietas não funcionam...
...se você segui-las apenas por um tempo. A alimentação tem papel importantíssimo na luta contra a celulite. No entanto, para resultados duradouros, é preciso mais do que “comer direito” por alguns dias; é preciso mudar hábitos alimentares para sempre. Carboidratos simples (presentes em alimentos com farinha branca), açúcar e sódio, por exemplo, são vilões da saúde. Evite. Prefira os alimentos integrais e sucos naturais, além de frutas, legumes e verduras.

5) A celulite adora os sedentários
Ainda que você cuide da alimentação, se for uma pessoa que não se movimenta estará deixando de lado uma parte importante da luta contra a celulite. É preciso colocar o corpo para se mexer. “Exercícios aeróbicos melhoram a circulação, tonificam a pele e ajudam a manter as pazes com a balança. E fortalecer os músculos cria uma espécie de barreira de contenção na pele, melhorando seu aspecto geral”, diz Juliana.

6) A ação dos cremes é limitada
Se você comprou aquele frasco de creme anticelulite caríssimo achando que era o bastante, está enganada. Cremes melhoram a textura da pele, mas, infelizmente, não têm o poder completo do caso. O que eles fazem é estimular a circulação local, diminuindo a retenção de líquidos, melhorar a firmeza da pele e auxiliar na formação de colágeno. “Use com um massageador de madeira, até três minutos depois do banho, para que penetrem melhor na pele”, recomenda a expert.

7) Drenagem linfática faz diferença, sim
Ela elimina líquidos do organismo e acaba (ou diminui) com o inchaço. Se está empenhada na luta contra a celulite, vale a pena investir tempo e dinheiro na massagem, uma vez por semana. Lembre-se: a drenagem não dói e a pressão tem que ser superficial. “O mais importante são os pontos de estímulo, e não a força empregada”, diz a médica.

8) Por fim, recorra à tecnologia
Apesar de caros, os tratamentos em consultório estão cada vez mais modernos e eficientes. Um dos aparelhos mais usados pelos dermatologistas brasileiros é o VelaShape, que combina duas tecnologias, radiofrequência e luz infravermelha, para aquecer a pele e, dessa forma, esvaziar as células de gordura. De quebra, também estimula a produção de colágeno, dando mais firmeza à pele. Aparelhos de laser de diodo de baixa intensidade, como o iLipo, e de ultrassom, como o Ultracontour, também são boas pedidas.

Topo