Últimas de Estilo de vida

Verão vai, bronzeado fica: veja dicas para manter a cor por mais tempo

Danielle Cerati

Do UOL, em São Paulo

Os últimos raios de sol batem na janela com a chegada do outono; e quem se esforçou para conquistar um bronzeado na estação anterior não quer perdê-lo tão fácil. Da alimentação aos cosméticos, é possível ter mais algum tempo de "morenice". 

De dentro para fora
Uma alimentação rica em ingredientes antioxidantes, que retardam o envelhecimento da pele, é eficaz na hora de manter a cor. “O betacaroteno, precursor da vitamina A, é um nutriente presente principalmente em alimentos nas cores amarela ou laranja. É um potente antioxidante que, além de proteger a pele contra os raios ultravioletas, ajuda a prolongar o bronzeado”, indica Natalia Dourado, nutricionista da marca Sanavita.

Manga, cenoura, abóbora, pimentão, damasco, mamão estão entre os alimentos que garantem a contribuição necessária para beneficiar o bronze. Beterraba, batata doce e verduras verde-escuras, como couve, brócolis, espinafre e agrião, são outras fontes desse elemento. De acordo com Natalia, não existem quantidades específicas, mas inclusão de pelo menos dois deles na alimentação do dia a dia ajudam nessa tarefa. Na prática, eles suprem o corpo internamente com nutrientes cromóforos, isto é, com “pigmentos” que doam à pele uma tonalidade alaranjada que reforça a cor exterior.

Pílulas de beleza
Os chamados nutricosméticos, cápsulas orais enriquecidas de vitaminas, minerais e fitoquímicos, além de nutrirem o organismo são capazes de dar uma "forcinha" se ingeridos antes, durante e depois da exposição ao sol. “Podem neutralizar as causas do envelhecimento precoce, prevenir queimadura solar e até impedir que células de defesa do organismo sejam reduzidas após a radiação ultravioleta. Essas células, em funcionamento adequado, evitam o desenvolvimento do câncer de pele”, esclarece Flávia. Porém um alerta: embora as vitaminas e os minerais apresentem poucas contraindicações, o excesso pode ser prejudicial. “O ideal é que, antes de sair por aí comprando qualquer produto, a pessoa faça uma consulta com um profissional habilitado, seja ele nutrólogo, nutricionista ou médico esportivo, para conhecer melhor sua estrutura física e composição corporal. Assim, poderão alinhar as necessidades e suplementos indicados”, alerta Andrea Santa Rosa, embaixadora da Or-ganic, linha de suprimentos nutricionais voltados para o bem-estar.

Hidratação de dentro para fora, de fora para dentro
Bronzeada, a pele tende a ficar mais ressecada e espessa. Por isso, adquirida a cor, é importante manter a hidratação ingerindo líquidos como água mineral (ou aromatizadas), água de coco, chás e sucos naturais. “Além disso, evite o consumo excessivo de álcool, que desidrata o corpo, ou de isotônicos, que são ricos em sódio e intesificam a retenção de líquidos", indica André Borges, dermatologista da Clínica Dermae, em São Paulo.

Cosméticos
Cremes hidratantes potentes --como os formulados com óleos ricos em ômega 3, vitamina E, pantenol e ureia --fazem toda a diferença para que a cor não desbote. “Quando a pele está com o nível de umidade ideal não acontece o ressecamento, portanto, não descasca e o bronze permanece”, relata Sonia Corazza, engenheira química especializada em cosmetologia. Nesse meio tempo, ou seja, entre um banho de sol e outro, as loções pós-sol cumprem com essa função. “Esses produtos acalmam a pele caso ela esteja irritada e inflamada, dando alívio e sensação de frescor. Devem ser usados enquanto houver exposição solar. Após esse período, podem ser substituídos por hidratantes convencionais”, diz Flavia Ravelli, dermatologista de São Paulo.

Outro cuidado recai sobre o banho. “O correto é usar sabonetes que possuam o pH igual ou próximo ao da pele, como os glicerinados. O banho deve ser rápido, morno, e sem o auxilio de buchas”, ensina Flávia. Na hora de secar o corpo, não esfregue a toalha: apenas pressione-a levemente para absorver o excesso de água.

Um produto interessante para prolongar a cor é o autobronzeador. Funcionam como hidratantes com cor, que pigmentam a pele externamente por um tempo determinado. “Eles podem ser usados antes, durante e depois da ida à praia, acompanhados do uso do protetor solar”, comenta a dermatologista Valéria Marcondes, de São Paulo.

Não custa lembrar que...
-Sua pele pode manchar se estiver com hematomas, marcas de picadas, cicatrizes recentes, espinhas ou pequenos arranhões. Nesses casos, reforce a proteção para conquistar um bronzeado uniforme;

-Se você estiver fazendo uso de medicamentos fotossensibilizantes, como antibióticos à base de tetraciclina e hormônios (presentes nos anticoncepcionais), tenha em mente que eles aumentam a pigmentação da pele, podendo causar manchas ou reações indesejáveis. Por isso, oriente-se com seu médico para que ele indique o filtro solar mais adequado;

-Se sua pele estiver vermelha, é sinal de queimadura, ainda que leve. Use um  bom hidratante e tenha paciência. Se descascar, não retire a pele. Enquanto você sentir a pele machucada ou descascando, esqueça o sol;

-Não diminuia o FPS  conforme conquista seu bronzeado. Ele atuará protegendo a pele da ação ultravioleta sem impedir que o processo de bronzeamento aconteça gradualmente;

-Algumas borrifadas de água termal durante o dia, além de refrescantes, acalmam o ardor e a vermelhidão e hidratam a pele;

-As câmaras de bronzeamento artificial continuam proibidas pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Topo