Últimas de Estilo de vida

Ter cabelos curtos economiza tempo, dinheiro e alivia o calor; veja dicas

Getty Images
Fios curtinhos inspiram pela praticidade e modernidade imagem: Getty Images

Cecília Leite

Do UOL, em São Paulo

Na temporada mais quente do ano, as mulheres de cabelos curtos são mesmo privilegiadas. É possível economizar com produtos para lavagem e hidratação, dá para deixar de lado o secador para ganhar tempo e, acima de tudo, elas não passam tanto calor.

Ao deixar os fios na altura das orelhas ou até menores, é preciso levar em consideração que não é todo curto que cai bem ou que vai ser realmente mais prático. “O ideal é fazer uma análise antes com um visagista, que é o profissional que vai orientar a cliente a fazer o tipo de corte mais satisfatório para o resultado pretendido e de acordo com sua personalidade”, explica Ruth Damaris, cabeleireira visagista do salão Vimax, de São Paulo.

Vagner Mattos, que atende no Studio W, em São Paulo, diz que a primeira mudança que suas clientes sentem é como os fios secam rápido, mesmo ao natural, e que ganham tempo com isso. “Outro ponto positivo é que o cabelo curto é quase sempre mais saudável porque as pontas são renovadas e, se não for descolorido e dispensa tratamento intensivo, dá até para economizar na hidratação”, conta.

Por outro lado, é preciso investir em produtos de estilização como pomada, mousse e outros que ajudam a construir volume para deixar estruturado e modelar os fios. “Ainda assim, sai mais barato do que manter fios longos bem cuidados”, avisa Mattos.

Manutenção
Os cuidados com cabelos curtos acontecem em um espaço de tempo menor do que os fios longos. “Se deixar crescer demais, pode perder o corte e ficar feio. É preciso ir até o salão quando sentir que o corte não é mais o mesmo, que perdeu o charme. A hidratação pode ser feita com menos frequência; se fazia duas vezes por semana, agora basta uma”, analisa Cris Dios, tricologista e cosmetóloga do Laces and Hair, em São Paulo.

Regrar a manutenção é importante para mostrar que o visual é curto por opção, e não por preguiça. “Fios curtos devem ser usados com elegância, e manter o corte em dia é um dos passos para que os fios fiquem sempre bonitos e saudáveis”, garante Ruth Damaris, cabeleireira visagista do salão Vimax. Nos homens, um curto é mais alinhado, disciplinado e com alturas condizentes. Para as mulheres, o indicado é fazer mais pontas, desfiado, costeleta com fio maior e franja caída. “A nuca fica exposta, mas não retinha como a do homem. É legal despontar o cabelo alí da região. Ainda assim, o corte refresca o corpo”, completa Mattos.

Penteado
Quando acostuma com os fios curtos, a mulher também aprende que produtos para moldar e dar volume são aliados. “É um grande mito que em cabelos curtos não se faz penteado. O penteado é mais restrito, mas dá para moldar de diversas maneiras, usar pomada e mousse são dicas que sempre dão certo, além de usar a imaginação”, garante Ruth.

Para Vagner Mattos, que atende no Studio W JK, o ponto negativo é quando a mulher gostava muito de prender os fios, fazer rabo ou coque. “Muitas vezes elas adoravam prender para não passar calor, mas com curtos elas acabam acostumando e isso não é mais um problema, é prático, ganha tempo pois não precisa ficar amarrando nada”, finaliza.

Topo