Beleza

Cuidados diários essenciais para ter uma pele bem tratada na terceira idade

Getty Images
Conheça os cuidados de beleza básicos para envelhecer bem imagem: Getty Images

Shâmia Salem

Do UOL, em São Paulo

Pensamento mais antigo achar que usar cremes depois dos 60 anos é perda de tempo. Prova disso é que várias empresas de beleza, entre elas as gigantes Natura, Avon e O Boticário, têm cosméticos específicos para esse público.

A psicóloga carioca Mariza Póvoas, de 60 anos, por exemplo, nunca deu muita atenção a isso por sempre ter se considerado uma vencedora na “loteria genética”, já que sua mãe tem 99 anos e uma pele de dar inveja em muita mulher mais jovem. “Por isso, demorei tanto a me conscientizar de que precisava fazer a minha parte. Mas desde que comecei a usar cremes não parei mais porque descobri que ali estava a chance de conseguir o que eu tanto queria: parecer bem para a minha idade”, conta ela. "E é um ato saudável e também de muito prazer."

UOL
Mariza Póvoas, de 60 anos, diz que hoje adora ter um tempo para se cuidar imagem: UOL
“Nunca é tarde para se cuidar, e isso vale até para mulheres que sequer passaram um hidratante ou filtro solar na vida. Claro que, nesses casos, os produtos não terão uma ação preventiva mas, com certeza, farão um bom trabalho tanto para evitar que a flacidez, o ressecamento e as manchas se intensifiquem quanto para deixá-los menos aparentes”, afirma a dermatologista Regina Schechtman, coordenadora da pós-graduação da Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro.

Outra boa notícia é que para ter esses benefícios não é preciso lotar a bancada do banheiro com potes diversos nem perder muito tempo diante do espelho. Dentro da regra geral, o que você precisa fazer é lavar o rosto duas vezes por dia com sabonete líquido ou em mousse, que são mais suaves e não deixam aquela sensação de pele repuxada, consequência do ressecamento provocado pela queda na produção do estrógeno.

Em seguida, ainda pela manhã, passe um tônico, um hidratante cremoso formulado com ativos que retenham água na pele (caso do ácido hialurônico) e que tenham efeito tensor (como o tensine), e finalize com protetor solar FPS 30. “Melhor se for tonalizante, pois seus pigmentos aumentam a barreira física contra o sol, ajudam na refração da luz e ainda disfarçam as manchas senis”, diz a dermatologista Thais Guerreiro, de São Paulo.

À noite, é só trocar o hidratante e o protetor por um creme anti-idade formulado com ácidos, como o retinoico ou glicólico, e antioxidantes, como as vitaminas C e E, para melhorar a textura, clarear as manchas e estimular o colágeno. Esfoliante? Só se ele tiver grânulos bem fininhos, para não machucar a pele que está mais fina e menos elástica por causa da mudança hormonal. Em contrapartida, uma máscara com efeito nutritivo, hidratante e tensor, usada de uma a duas vezes por semana, é muito bem-vinda.

Santa ajuda
Mais um motivo para investir nos cremes depois de entrar no time dos 60 é que eles valorizam e ajudam a prolongar o efeito de tratamentos estéticos como peeling, laser, toxina botulínica e preenchimento com ácido hialurônico.

Vale destacar, no entanto, que, antes de se submeter a qualquer procedimento, converse francamente com o seu médico e não se deixe levar por promessas milagrosas. Essas técnicas colaboram para adiar a plástica e fazer a mulher madura parecer muito bem, mas não rejuvenescer 10 ou 15 anos. Quem insiste nisso tem grandes chances de ficar com o rosto inchado e deformado, como aconteceu com a estilista Donatella Versacce, de 59 anos, e as atrizes Goldie Hawn, de 68, e Melanie Griffith, de 59.

UOL
Mariza Póvoas, de 60 anos, diz que hoje adora ter um tempo para se cuidar imagem: UOL
Topo