Beleza

Saiba como tirar o máximo proveito dos antioxidantes para proteger a pele

iStock
Antioxidantes têm o poder de aumentar as defesas e proteger a pele imagem: iStock

Isabela Leal

Do UOL, em São Paulo

Eles estão por toda parte. No ar que respiramos, na poluição, nos raios de sol e até mesmo no nosso organismo. São os radicais livres, moléculas químicas microscópicas que provocam a oxidação das células da pele, levando-as à degeneração e, por consequência, ao envelhecimento precoce.

O escudo contra eles são os ativos antioxidantes, substâncias presentes em alguns cosméticos que combatem esses inimigos. "Para atacar esses reativos químicos danosos, a pele dispõe de substâncias antioxidantes. No entanto, à medida que envelhecemos ou que aumenta a exposição aos fatores externos --que intensificam a produção de radicais livres-- essas partículas se proliferam muito e se faz necessária a suplementação com antioxidantes", explica o farmacêutico Silas Arandas, de São Paulo, cuja tese de mestrado é sobre permeação de ativos antioxidantes para efeito anti-ageing.

Gel, creme ou sérum
O tipo de veículo --gel, creme ou sérum-- tem relação direta com a capacidade de penetração dos ativos antioxidantes. De acordo com Silas Arandas, as formulações em gel apresentam menor capacidade de penetrar a pele.

"Um dos componentes que garantem uma absorção mais profunda dos ativos é o tensoativo. Grosso modo, não se utiliza tensoativos em gel, logo a permeabilidade é inferior", afirma o farmacêutico.

Os séruns são mais concentrados, por isso possuem uma capacidade de penetração maior na pele. "Não há relação entre viscosidade e quantidade de ativos em uma formulação", diz Silas. Os cremes e loções também têm boa permeação na cútis, sendo bons veículos para cosméticos antioxidantes.

Máscara versus cremes
O uso de máscaras com ativos antioxidantes vale a pena desde que sejam aplicadas regularmente. No entanto, como é um tratamento que a maioria das pessoas não faz com frequência, seus benefícios ficam limitados.

"Não vejo vantagens em usar máscaras antioxidantes, uma vez que o contato do produto com a pele acaba sendo esporádico. Acho mais importante usar cremes ou loções de uso diário", explica a dermatologista Roberta Vasconcelos, doutoranda do Hospital das Clínicas da USP de São Paulo.

A regra é a seguinte: para quem usa cremes regulares com ação antioxidante é válido o uso das máscaras a cada 15 dias. Já no caso daquelas pessoas que não têm tanta disciplina com os cuidados rotineiros, a máscara uma vez por semana pode ajudar.

Quando aplicar
Não há um consenso entre os especialistas sobre o melhor horário para aplicar os antioxidantes tópicos, mas os motivos para usá-los à noite são convincentes. “Prescrevo o uso de cremes anti-age à noite e de um bom filtro solar de manhã. Muitos pacientes se queixam que a pele fica oleosa quando aplicam mais de um creme pela manhã e acabam deixando o filtro solar de lado".

Silas Arandas recomenda a aplicação à noite por causa das propriedades químicas de alguns antioxidantes. "A vitamina C (ácido ascórbico) e o ácido ferúlico, por serem ácidos, dependendo da concentração, podem causar irritação sob o sol. Nada impede de aplicar pela manhã, desde que seja antes do protetor solar", declara o farmacêutico.

Antioxidantes à mesa
Alguns alimentos do nosso dia a dia são ricos em substâncias antioxidantes como, por exemplo, a vitamina C das frutas cítricas, o licopeno do tomate, o polifenol do chá verde, o extrato de pomegranato do romã, a vitamina E dos óleos vegetais, amêndoas e castanhas, entre outros. Sem dúvidas, quem consegue consumir diariamente algumas dessas fontes vai ter benefícios na pele.

"No entanto, não se sabe se a quantidade de antioxidantes destes alimentos é suficiente para promover uma melhora visível na qualidade da pele a ponto de retardar o envelhecimento", declara Roberta Vasconcelos. "Portanto, uma alimentação balanceada é importante, mas pode não ser suficiente para prevenir o dano oxidativo da pele", afirma a médica.

Topo