Beleza

Cuidados diários e detox podem recuperar unhas quebradiças; veja dicas

iStock Images
Unhas quebradiças podem ser resultado de má alimentação, doença crônica ou fatores ambientais; entenda imagem: iStock Images

Catarina Arimatéia

Colaboração para o UOL, em São Paulo

Unhas lascadas, fininhas e que se quebram facilmente comprometem o look e acabam com a beleza de qualquer esmalte ou nail art. Recuperá-las não é tarefa complicada, mas exige tempo, paciência e cuidados especiais. Porém, antes de procurar os salões para tentar reverter o problema, é importante saber se a fragilidade é causada por fatores internos ou externos. Neste caso, consultar um dermatologista é o caminho mais curto para voltar a ter unhas saudáveis.

Doenças cardíacas e pulmonares, além de distúrbios da tireoide e carência de vitaminas, como a biotina, que faz parte do complexo B, podem ser alguns dos fatores internos da unha quebradiça.

Outro aspecto importante é a alimentação. “Uma das maiores causas de unhas fracas é a desnutrição”, fala a médica Luciana Conrado. Quem faz dietas com frequência corre de sofrer com o problema. Diabete, alteração ou distúrbios metabólicos e deficiência de zinco, selênio e manganês também interferem no crescimento das unhas.

E, claro, há os fatores externos. Detergentes, produtos de limpeza em geral, acetona e até mesmo os esmaltes são candidatos a vilões, assim como as unhas em gel, que exigem solventes mais fortes para remoção.

Depois de identificada a causa do enfraquecimento, parte-se para corrigir o estrago. Porém, os especialistas concordam: há medidas que podem ser tomadas imediatamente para resolver ou amenizar o problema, se a causa for externa. Algumas dicas:

Como recuperar as unhas quebradiças

  • Evitar o contato com produtos químicos, principalmente na hora de lavar a louça. "O ideal é usar luvas de borracha, que são impermeáveis", dá a dica dermatologista Anelise Ghideti

  • Hidratar as mãos e as unhas depois de usar detergente. "Os hidratantes mais indicados são os que contêm ureia", conta a médica Luciana Conrado

  • Não tirar as cutículas

  • Não lixar em cima da unha. Isso provoca o afinamento da camada de queratina

  • Fazer as unhas a cada 15 dias, e não toda semana

  • Ficar pelo menos um dia da semana sem esmalte

  • Não cutucar a unha com os palitos de manicure

  • Não lixar a lateral das unhas. "Quando o canto fica muito fino, até um fio de cabelo, na hora de lavar a cabeça, pode cortá-las", diz Luciana

  • Utilizar base própria para unhas fracas, com ativos que ajudam a fortalecê-las

  • Adotar uma alimentação balanceada, com todos os nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo

  • Utilizar óleo de amêndoas na cutícula à noite e deixá-lo agir durante o sono

Detox de unhas
Para eliminar as impurezas deixadas pelo excesso de esmaltes e produtos químicos, você pode fazer um detox de unhas, que proporciona hidratação profunda, segundo Beatriz del Barrio, manicure do salão Jacques Janine do Shopping Eldorado, em São Paulo (SP).

No procedimento, não retira-se a cutícula, apenas a pele morta, de acordo com a profissional. A manicure dá, então, o formato da unha com uma lixa. Uma outra lixa em forma de bloquinho é passada suavemente por cima da unha, para tirar pele morta e resíduos de esmalte.

Depois de tirar os resíduos, a manicure coloca um esfoliante próprio para unhas e massageia cada dedo. Na finalização, ela utiliza óleo específico para hidratar.
Após o detox, a cliente não pode, durante três dias, colocar nada sobre as unhas, nem base, para assegurar o efeito da hidratação e a oxigenação – o popular “deixar a unha respirar”.
 

Topo