Beleza

Brasileira é eleita a segunda mulher transgênero mais bonita do mundo

Divulgação
Valesca Dominik Ferraz, 23, era a única participante negra da edição deste ano do Miss International Queen imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

A modelo mineira Valesca Dominik Ferraz, 23, ficou em segundo lugar no concurso de beleza Miss International Queen 2015, que elege as mulheres transgêneros mais belas do mundo.

A cerimônia, que aconteceu na Tailândia na sexta-feira (6), coroou a representante de Filipinas Michelle Binas. Sopida Siriwattananukoon, a Miss Tailândia, completou o pódio na terceira colocação. 

A brasileira, que trabalha como cabeleireira, foi a única negra a participar da edição deste ano do concurso. "Para mim é importante mostrar como é difícil ser trans e negra, porque o preconceito vem dos dois lados", a participante falou em entrevista para a organização do evento. 

Apesar de Valesca não ter sido a vencedora, a beleza da mulher transgênero do Brasil já havia sido reconhecida pelo Miss International Queen anteriormente. Em 2013, a modelo Marcela Ohio foi eleita a trans mais bonita do mundo. Na ocasião, ela venceu a também brasileira Roberta Holanda, que estava entre as 25 participantes da competição. 

Divulgação
Valesca (à esq.) com a ganhadora Michelle Binas (Filipinas) e Sopida Siriwattananukoon (Tailândia), que conquistou o terceiro lugar imagem: Divulgação

Divulgação
Valesca (à esq.) com a ganhadora Michelle Binas (Filipinas) e Sopida Siriwattananukoon (Tailândia), que conquistou o terceiro lugar imagem: Divulgação
Topo