Beleza

Dormiu no sol? Saiba o que fazer para disfarçar as marcas indesejáveis

Getty Images
Veja dicas de especialistas para não trocar o bronzeado por marcas feias de sol imagem: Getty Images

Juliana Simon

Do UOL, em São Paulo

O sol nem sempre é um aliado da beleza. Basta um descuido e as marcas indesejadas aparecem e custam a sumir do corpo. E elas surgem não só para quem cochilou na praia ou piscina, como para quem trabalha ou se exercita a céu aberto. O UOL conversou com especialistas para saber como disfarçar essas manchas e aproveitar o verão com um bronzeado mais bonito.

Para quem está preocupado somente com o visual, como as temidas marcas de óculos de sol ou aquelas partes mais brancas nos braços e nas pernas, a dermatologista Tatiana Gabbi indica uma maquiagem camufladora, como a utilizada contra manchas vasculares e de vitiligo.

Karina Gilio, médica cirurgiã plástica, dá mais uma dica para uniformizar aos poucos a cor da pele: os autobrozeadores. "O ideal é aplicar durante a noite somente sobre a área não queimada", indica. Aqui é importante verificar o tom da queimadura e da pele e testar o produto para o resultado não ficar ainda pior.

Ai, que dor!
O exagero te deixou um "pimentão"? Para aliviar a vermelhidão mais rapidamente, a Dra. Flávia Schueler, dermatologista da ArtSculp, indica cremes hidratantes, banho com água fria, ingestão de líquidos e de alimentos como cenoura, abóbora, maçã, beterraba (que contêm carotenoides que retêm as radiações ultravioletas).

Para marcas mais persistentes, despigmentantes ou laser sob orientação médica podem ser outra solução. "Se a pele estiver inflamada mesmo, é preciso usar um creme à base de corticoide, indicado por um médico", afirma Tatiana.

Uma ideia recorrente é tomar sol na área mais branca para igualar e tentar esconder a marca, mas só nos casos menos graves. "É uma opção, mas sempre com protetor mais forte na área mais clara para evitar queimaduras", lembra a dermatologista Marcia Paes.

Cuidado essencial
A prevenção, no entanto, continua a ser a melhor saída contra marcas indesejadas e queimaduras na pele. Vale lembrar que protetor solar com fator 15, no mínimo, deve ser aplicado de duas em duas horas sempre quando se estiver ao ar livre, mesmo nos dias nublados. Para peles mais claras, a recomendação é o fator 30. Outro detalhe importante é tomar sol antes das 10h e após as 16h.

Chapéu e boné ainda são a solução mais garantida para proteger o rosto, sempre a área mais exposta aos raios. E nada de deixar os óculos de sol por medo das marcas, pois eles previnem lesões nas córneas.

Um alerta para quem gosta de protetor em spray: não espalhe o produto com a mão. "É para aplicá-lo como se estivesse 'pintando' a pele mesmo. Se espalhar, como ele é mais líquido, não adere a todas as partes e as marcas vão acabar aparecendo", diz Tatiana.

Topo