Beleza

Água de coco hidrata o cabelo ressecado, mas não exclui cuidados no salão

Getty Images

Danielle Cerati

Colaboração para o UOL, em São Paulo

Além de saudável, a água de coco é uma poderosa aliada da beleza do cabelo. Os quimicamente tratados são candidatos ideais para receber borrifadas desse líquido conhecido por suas propriedades hidratantes. Diminuir o volume e o frizz, aumentar a maleabilidade, melhorar a textura e tratar os danos provocados pelo uso de chapinha e secador estão na lista das vantagens.

"A água de coco possui uma elevada concentração de potássio e magnésio, além de conter diversos minerais essenciais como zinco e fósforo. São ingredientes que equilibram a barreira natural de defesa do couro cabeludo e da cutícula capilar, mantendo a hidratação natural do cabelo. O soro ainda inclui açúcares, aminoácidos essenciais, polissacarídeos hidratantes, que alimentam o cabelo e resgatam seu equilíbrio hídrico", explica Sônia Corazza, cosmetóloga e engenheira química, de São Paulo.

Junior Lago/UOL
imagem: Junior Lago/UOL
Tal potencial revitalizador é bastante conhecido no meio artístico. Famosas como Gisele Bündchen e Carolina Dieckmann são algumas das adeptas do tratamento. "Quanto mais ressecados, mais rápida é a percepção de resultados. Um cabelo descolorido tem uma mudança imediata", comenta Sônia.

Na prática
Uma das maneiras de utilizar a água é diretamente nos fios, de preferência entre o xampu e o condicionador. "Após lavar o cabelo com xampu, retire um pouco do excesso de água e, com a ajuda de um borrifador, aplique a água de coco em todo o comprimento dos fios, deixando-a agir de 10 a 20 minutos", ensina a dermatologista Giovana Moraes, de São Paulo.

Outra opção é congelar a água de coco e aplicar o produto como uma máscara antes do xampu e do condicionador. É possível, ainda, finalizar o último enxágue com a água de coco e aplicar um leave-in na sequência. Massagear também poderá auxiliar na permeabilidade, além de ativar a circulação. Se possível, deixe o cabelo secar naturalmente.

No verão
Se você está em férias na praia ou curtindo o sol à beira da piscina, valer-se da água de coco pode ser uma saída estratégica até você retomar a rotina habitual. "Ela pode ser usada com um spray, já que a água do mar e o cloro tendem a alterar o pH dos fios, deixando-os sensibilizados", indica Thais Pepe, dermatologista de São Paulo.

Natural ou de caixinha?
A água de coco encontrada na fruta é mais potente se comparada à versão industrializada. "A água natural fresca, sem conservantes, não passou pelo processo de pasteurização e, assim, preserva a sua composição original", afirma Roseli Siqueira, esteticista de São Paulo.

Frequencia de uso

João Miguel Júnior/TV Globo
imagem: João Miguel Júnior/TV Globo
Não há um consenso entre os especialistas consultados sobre a periodicidade ideal para aproveitar todo o potencial hidratante. Para Thais Pepe, o recomendado é usar a cada 15 dias. Já Joana D’Arc Diniz, diretora da Sociedade do Estudo de Cabelo, no Rio de Janeiro, a solução pode ser utilizada três vezes na semana, após a lavagem do cabelo com xampu. Por outro lado, a dermatologista Giovana Moraes indica o uso semanal, uma vez que a aplicação constante é capaz de deixar os fios pesados.

Ajuda, mas não resolve
Ainda que altamente nutritiva, a água de coco não possui todos os ativos necessários para manter a saúde do cabelo. "Qualquer receitinha caseira não tem o mesmo poder de ação que um tratamento feito em salão", alerta Tereza Paiva, cabeleireira do Studio W do Shopping JK Iguatemi, em São Paulo. De acordo com a profissional, todos os tipos de fios se beneficiam com a água de coco, porém, no caso dos muito ressecados, a ação é superficial. "A hidratação obtida é momentânea, já que não se trata de um procedimento que atua no córtex do fio", aponta.

 

Topo