Beleza

Lixar os pés em casa é prática comum, mas não soluciona pele grossa

Getty Images
Uso de lixa não é a solução para ter pés mais bonitos, dizem profissionais imagem: Getty Images

Carol Salles

Colaboração para o UOL, em São Paulo

Os pés nos levam a lugares e suportam nosso peso todos os dias. Por isso, é natural que a pele nessa região seja mais espessa e resistente. E aí você pensa que é interessante também, de tempos em tempos, esfregar uma boa lixa nessa áreas para amaciar, certo? Pois saiba que o lixamento caseiro dos pés é totalmente contraindicado.

"Se a pele ficou grossa demais, é porque esta tendo algum estímulo. É o mesmo que acontece, por exemplo, quando escrevemos muito e a pele do dedo, em atrito com a caneta, engrossa. No caso dos pés, isso pode ser causado pelo uso de calçados inadequados para caminhadas, sapatos de salto alto ou problemas na pisada, por exemplo", explica a dermatologista Flavia Guglielmino, de São Paulo, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. A primeira solução, então, é cuidar da causa: usar um tênis específico para caminhadas, preferir sapatos confortáveis, visitar um ortopedista.

Quando há excesso de calosidades, asperezas, áreas esbranquiçadas e até rachaduras, melhor do que remediar em casa é procurar a ajuda de um podólogo. "O especialista verifica qual é exatamente a necessidade de cada pessoa e, com a técnica adequada, fará esse lixamento. É muito diferente de comprar uma lixa para pés e usar sem saber como. Por exemplo, existem várias gramaturas, uma para cada tipo de procedimento. Geralmente, os artefatos caseiros não são tão específicos, o que pode acarretar no uso de um grosso demais. Sem contar que, em casa, o leigo não saberá controlar a velocidade nem a leveza do toque", diz Iara Campos, docente do curso técnico em podologia no Senac Santo André.

Como cuidar
Se, ainda assim, você desejar amaciar seus pés, sem problemas. Comece por esquecer as lixas comuns. "Troque-a por um esfoliante em gel ou creme. Ou faça uma mistura de sal fino de cozinha e sabonete líquido em partes iguais", recomenda o dermatologista Marcelo Bellini, professor colaborador do Hospital do Servidor Público Municipal de São Paulo (SP). O importante é que os grânulos sejam delicados e não agridam a pele. Além disso, não tente eliminar toda a aspereza de uma vez só. Por isso, faça movimentos suaves, sem muita pressão.

Depois de cada esfoliação, que deve ser repetida uma vez por semana, use um creme queratolítico. Geralmente à base de ativos como ureia e ácido salicílico, esse tipo de produto promove uma esfoliação química gradual. Além disso, todas as noites, antes de dormir, espalhe sobre os pés hidratantes à base de glicerina, lactato de amônio, além de óleos vegetais, como macadâmia e semente de uva, e manteigas, como karité. Todos esses componentes possuem alto poder hidratante, além de reforçarem a defesa da camada superficial da pele. Massageie o creme nas partes mais ressecadas. Por fim, envolva os pés numa meia grossa, para que sejam hidratados durante o sono.  

Topo