Pele

Com tratamento caseiro, make ou no consultório, poros dilatados têm solução

Getty Images
Poros dilatados não têm cura, mas problema pode ser amenizado imagem: Getty Images

Carol Salles

Colaboração para o UOL, em São Paulo

Embora não se trate exatamente de um problema, poros dilatados costumam incomodar. "Eles são os canais por onde saem os pelos e a secreção sebácea. Quando ocorre o aumento desse sebo, podem aumentar de tamanho", explica a dermatologista Luciana Macedo, coordenadora do Ambulatório de Cosmiatria da Residência de Dermatologia do Hospital Heliópolis, em São Paulo.

Comuns especialmente nas peles oleosas, têm origem genética e também podem aparecer devido ao envelhecimento natural da pele, graças à diminuição na produção de colágeno. Ou seja, não há muito como evitá-los. Mas há o que fazer para amenizar sua aparência.

Em casa
Tudo começa com uma pele limpa, livre de oleosidade. É preciso controlar o excesso de sebo, limpando a face todos os dias --especialmente antes de dormir, aquele momento em que removemos completamente a maquiagem. Use produtos específicos para esse fim e que atendam às necessidades da sua pele. Não abra mão do hidratante, pois ele vai repor água perdida pela cútis. Escolha um que seja livre de óleos.

Se mesmo com esses cuidados a pele continuar oleosa em excesso, uma opção que dá resultados imediatos (ainda que temporários) são as compressas de chá de camomila. Faça o chá e coloque para gelar. Embeba um algodão no líquido e deixe sobre a pele por alguns minutos. Máscaras de argila, especialmente a verde, também ajudam a controlar a oleosidade e, dessa forma, amenizam a aparência dos poros. Faça uma vez por semana.

Todas essas medidas, no entanto, pedem cautela. Em excesso, podem causar o efeito rebote, que ocorre quando a própria pele sente falta da sua oleosidade natural e, para compensar, acaba produzindo ainda mais sebo.

No consultório
Uma limpeza de pele com um profissional treinado pode ser uma boa ideia, especialmente se houver cravos e algumas espinhas. Geralmente, a indicação é de que se faça a cada 30 ou 40 dias, mas essa frequência vai depender da avaliação do especialista e das necessidades da pele de cada um.

Dermatologistas podem prescrever tratamentos que melhoram a textura da pele e, assim, diminuem os poros. Alguns dos mais usados são os peelings químicos e lasers. Os primeiros consistem na aplicação de substâncias químicas, como ácidos, que descamam e renovam a pele. "Os comuns para poros dilatados são os de ácido retinoico, ácido salicílico ou solução de Jessner", diz Carla Albuquerque, dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). Geralmente, são indicadas de 4 a 5 sessões, com intervalos quinzenais.

Já o laser mais indicado é o do tipo fracionado não-ablativo, que agride menos a pele. Além disso, ele age apenas no local exato onde é aplicado, sem afetar o tecido ao redor. Os médicos costumam sugerir entre 3 e 5 sessões, também com intervalos quinzenais. Certos medicamentos, como a isotretinoína oral em doses baixas, também podem ser usados para esse fim.

Com maquiagem
Aposte no primer, produto essencial para quem quer disfarçar poros dilatados no dia a dia. Sua função é justamente a de matificar, ou seja, deixar a face com aparência sequinha e lisa. "Deve ser usado sobre a pele limpa e hidratada, antes da base. O segredo é aplicar em pequenas quantidades e espalhar bem", ensina a maquiadora Katia Freire, de João Pessoa (PB).

Os cosméticos com efeito blur ("desfocar", em inglês) são outra pedida. Assim como os primers, eles também geram um efeito óptico de pele lisinha e poros fechados, mas, ao contrário dos primeiros, possuem cor de base.

Topo