Pele

Raspar os pelos faciais vira moda entre mulheres em busca da pele perfeita

Divulgação
A blogueira Huda Kattan mostrou, em seu canal no YouTube, sua rotina de raspagem de pelos imagem: Divulgação

Carol Salles

Colaboração para o UOL, em São Paulo

O que Marilyn Monroe, Elizabeth Taylor e Fernanda Keulla, vencedora do Big Brother Brasil em 2013, têm em comum? O hábito de raspar os pelos do rosto com lâmina de barbear. Se à primeira vista pode parecer estranho, acredite: as três mulheres não são as únicas que optam por esse tipo de depilação. Além da praticidade, o ato traria, em tese, outros benefícios.

Uma polêmica reportagem publicada pelo jornal inglês "Daily Mail" em 2015 afirmava que a lâmina faria uma pequena esfoliação sobre a face, estimulando a produção de colágeno. Na mesma época, no entanto, o "The Guardian", outro jornal inglês, rebateu as informações. De acordo com essa segunda matéria, as alegações eram mentirosas e raspar os pelos da face podia deixar a pele na região sensível e mais fina, portanto, mais suscetível aos efeitos da passagem do tempo.

O que pensam os dermatologistas brasileiros?
Dentre os profissionais entrevistados pelo UOL, um afirmou que sim, a lâmina pode fazer uma espécie de microdermoabrasão leve na face, estimulando o colágeno e, dessa forma, ajudar a envelhecer melhor. Porém, não com a eficiência que algumas pessoas acreditam. "Teoricamente, o barbeador poderia, sim, promover a renovação celular. Mas não consideraria como um tratamento para prevenir o envelhecimento, pois não estimularia a produção de colágeno o suficiente para esse fim", pondera a dermatologista Helena Costa, do Rio de Janeiro (RJ). 

Além disso, o risco de cortes e irritações é grande. Por isso, os médicos ainda preferem a boa e velha esfoliação com grânulos finos e tratamentos mais tradicionais para combater o envelhecimento, como lasers e peelings. No entanto, desequilíbrios hormonais e doenças como a Síndrome de Ovários Policísticos podem causar o aumento de pelos faciais que dificilmente são retirados com métodos de depilação tradicional. "Nesse caso, considero a raspagem com lâmina um jeito de garantir a autoestima destas mulheres", diz a dermatologista Patrícia Maluly, de São Paulo (SP).

Outro benefício alegado na reportagem do "Daily Mail" seria o de prolongar a duração da maquiagem. De acordo com Maluly, a remoção dos pelos faciais ajudaria sim na fixação dos produtos especialmente em mulheres que tem muita penugem na região. 

Tentada a experimentar? Pois saiba que a antiga crença de que os pelos crescem mais grossos não passa de mito. "Essa percepção se dá porque, quando passamos a lâmina em qualquer área do corpo, a parte do pelo que fica exposta é a mais grossa, próxima à raiz", explica Daniela Lemes, dermatologista do Rio de Janeiro (RJ).

Veja depoimentos de mulheres de quem adotou esse método:

Arquivo pessoal
Thaize Fabretti aprova o método pela praticidade imagem: Arquivo pessoal
"Além de ser prático, tem baixíssimo custo e você não depende de ninguém para fazer. Isso, especialmente, para quem é mãe e trabalha o dia todo, como eu, conta muito. Faço a depilação há cerca de 5 meses e nunca tive qualquer tipo de irritação, ao contrário dos métodos tradicionais, que sempre deixaram meu rosto manchado e irritado. Uso sabonete vegetal e um aparelho de barbear recarregável, que acho mais confortável do que os descartáveis. Minha pele continua a mesma, mas notei que os cravinhos ao redor do lábio, na parte superior, diminuíram." (Thaize Fabretti, 32 anos, engenheira civil)

Arquivo pessoal
Problema hormonal motivou a decisão de Michele imagem: Arquivo pessoal
"Tenho um problema hormonal, e isso faz com que meu organismo produza muitos pelos, inclusive no rosto. Houve uma época em que eu fazia depilação com pinça, mas doía demais. Também tentei com linha e cera, mas não me adaptei. Aí resolvi partir para a lâmina aos 18 anos. É prático e cômodo, além de não doer. Faço quase todos os dias, no banho mesmo. Uso sabonete para o rosto e lâmina descartável, e assim que termino já passo um hidratante. Nunca tive problemas como irritação ou escurecimento da pele, e acho que a maquiagem adere melhor." (Michele de Souza Pessoa, 32 anos, empregada doméstica)

Arquivo pessoal
Segundo Ana Cristina, a pele melhorou com a raspagem imagem: Arquivo pessoal
"Eu usava creme depilatório para o rosto, mas certo dia, há quase um ano, descobri essa técnica de usar lâmina. Fiz várias pesquisas e decidi testar. Passo a lâmina, das descartáveis mesmo, no rosto todo, com sabonete. Nunca me cortei, mas sei que é um risco. Na verdade, já me machuquei quando usava o creme depilatório, por deixar muito tempo ou passar o algodão muitas vezes para tirar. A pele ficava ardendo, sensível e vermelha. Desde que passei a usar a lâmina isso não aconteceu mais. E notei que minha acne melhorou e a pele ficou mais macia." (Ana Cristina da Silva Nascimento, cantora e modelo plus size)

Topo