Vídeos

Vídeos

Evelyn Muller/ Divulgação
Em comunhão com tons bem claros, os bordados criam um clima mais intimista imagem: Evelyn Muller/ Divulgação

Giovanny Gerolla

Do UOL, em São Paulo

Quer ter uma “casa de bonecas”? O escritório Díptico Design de Interiores ensina como usar bordados de forma moderna e equilibrada. "Nós adoramos trabalhar com esse material artesanal. Vale usar nos quartos, mas também nos detalhes das salas de estar ou jantar, porque geralmente essa arte gera ou reaviva memórias afetivas", afirma a arquiteta de interiores Daniela Cianciaruso, responsável pelo "layout" do apartamento em Higienópolis, em São Paulo (SP).

Nada de "casa da vovó"

  • Evelyn Müller/ Divulgação

    Composição contemporânea

    No caso do apartamento em Higienópolis, os bordados fazem parte da vida da proprietária, que faz cursos para bordar. Então, o escritório Díptico Design de Interiores trabalhou com liberdade e misturou bordados coloridos e divertidos, como no pufe e em algumas almofadas. No ambiente, peças modernas de linhas retas são combinadas a outras românticas ou orgânicas. O resultado é uma composição bastante contemporânea, apesar de seus elementos artesanais.

    Imagem: Evelyn Müller/ Divulgação

  • Evelyn Müller/ Divulgação

    O segredo é o mix

    As roupas de cama da Casa Almeida são bordadas: as duas almofadas brancas (atrás) têm o bordado neutro do lençol. As almofadas grandes, do meio, contam com borboletas coloridas e foram combinadas com modelos listrados bordados Christian Lacroix, vendidas pelo Empório Beraldin.

    Imagem: Evelyn Müller/ Divulgação

  • Evelyn Müller/ Divulgação

    A beleza da imperfeição

    O pufe e o banco são revestidos com tecidos da Safira Sedas, bordados posteriormente com pássaros e flores. O artesanato foi executado por bordadeiras mineiras: "O charme está exatamente no fato de ser feito à mão. A aplicação não é perfeita, como se tivesse sido feita à máquina", afirma a designer de interiores Daniela Cianciaruso.

    Imagem: Evelyn Müller/ Divulgação

  • Evelyn Müller/ Divulgação

    Tome cuidado!

    Bordados são delicados e um trabalho tão minucioso exige esmero na hora de ser lavado e passado: é preciso levar o tecido para um tintureiro, principalmente no caso da seda. Esforço que vale a pena, pois mantém a integridade dos fios e das cores.

    Imagem: Evelyn Müller/ Divulgação

Topo