Últimas de Estilo de vida

Desvende os segredos da decoração da árvore de Natal; veja dicas

Getty Images
Pense no espaço disponível e escolha enfeites de acordo com a sua personalidade imagem: Getty Images

Marina Oliveira

Colaboração para o UOL, de São Paulo

Montar uma árvore bonita de se ver e que combine perfeitamente com a atmosfera e a decoração da casa não é difícil, se você tomar alguns cuidados. O UOL conversou com as decoradoras Amelinha Amaro, autora do livro “Mesa, arte e detalhes” (Editora Livrocerto), e Cecilia Dale, que deram dicas para todo mundo arrasar na produção desse símbolo de Natal. 

Tire suas dúvidas com a gente!

  • Getty Images

    Tamanho x espaço

    Ao escolher o tamanho da árvore, considere o espaço disponível. O ideal é que o local seja bem visível, não atrapalhe a circulação das pessoas, fique longe de aparelhos elétricos, fontes de calor e ventiladores para minimizar a chance de um acidente. Se for possível, centralize a árvore, porém, em cômodos pequenos, posicione-a em um cantinho. Se sua sala tem um bom pé-direito, opte por um exemplar alto e com base larga e escolha um modelo cheio, que não deixe a estrutura à vista. Em apartamentos pequenos, prefira uma versão longilínea e pouco volumosa.

    Imagem: Getty Images

  • Getty Images

    Pode ser natural?

    Se a ideia é decorar um pinheiro ou tuia natural, segure a ansiedade! Por ser uma árvore viva, sua resistência e durabilidade em vaso são limitadas, ainda que a planta seja bem cuidada. A recomendação, portanto, é deixar para comprar o exemplar e colocar os enfeites cerca de 15 dias antes do Natal.

    Imagem: Getty Images

  • Getty Images

    O que vem primeiro?

    Os pisca-piscas são os primeiros a decorar a árvore, a fim de que os demais enfeites camuflem os fios. Para uma árvore com cerca de um metro de altura, Amelinha Amaro indica quatro jogos com 100 lâmpadas, cada. Para estruturas com dois metros ou mais, use até dez conjuntos. Uma boa dica é deixar as luzes ligadas durante o processo, para observar a distribuição das luzinhas.

    Imagem: Getty Images

  • Getty Images

    Vermelho, verde e dourado são obrigatórios?

    Você não precisa usar as cores típicas do Natal para decorar sua árvore. Em vez disso, combine aquelas que tenham a ver com a sua personalidade e com a decoração da casa. Se houver dúvidas, um círculo cromático (veja o álbum no pé da matéria) pode ajudar: uma maneira de harmonizar as cores é escolher um matiz primário (azul, amarelo ou vermelho) e associá-lo com suas vizinhas. Por exemplo, azul com roxo e turquesa. Também dá para unir cores opostas no círculo, como amarelo e roxo ou verde e rosa. Se preferir fazer uso de uma só cor, aplique-a em diferentes tons.

    Imagem: Getty Images

  • Getty Images

    Enfeites: quantos e de que tamanho?

    A quantidade de adornos depende do gosto pessoal, mas o tamanho das unidades deve se adequar às dimensões da árvore. Uma árvore grande aceita enfeites maiores, mas a pequena pede acessórios delicados. No entanto, os penduricalhos não precisam ser todos iguais, peças de diferentes dimensões deixam o resultado mais atraente. Na montagem, comece pelas maiores, que devem ficar na metade inferior da árvore. Ao colocar cada enfeite, dê um passo para trás e tente identificar os galhos menos decorados. Não se esqueça de pendurar ornamentos na parte de dentro dos galhos (não só nas pontas) e em todo o perímetro da árvore. Separe alguns enfeites pequenos para arrematar: eles são ótimos para preencher os espaços vazios sobressalentes. No topo use uma ponteira ou um laço grande.

    Imagem: Getty Images

  • Getty Images

    Vista os pés

    Se sua árvore for artificial, esconda os pés do enfeite usando as tradicionais saias de tecido ou, então, um festão. Também é possível colocar a árvore dentro de um vaso, cesto ou lata, seja ela artificial ou natural, e decorá-los com tecido e fitas. Alternativa é espalhar presentes de mentirinha, feitos com caixas embaladas, ou verdadeiros (mas não vale olhar!!) sob a árvore.

    Imagem: Getty Images

  • Getty Images

    À prova de bichos...

    Se você tem cachorro pequeno, a solução mais segura é posicionar a árvore sobre um móvel alto, onde ela fique inacessível para o bicho. Agora, se ele é grande e capaz de se esticar bastante ou se você tem um gato que pula sobre qualquer lugar, o melhor é aceitar que a árvore pode ir ao chão e não usá-la ou prevenir-se para que o estrago seja o menor possível. Use bolas de plástico e, também, amarre um fio de náilon ao redor do tronco, para fixá-lo à parede, com ganchos ou pregos. Caso o animal tenha o costume de roer fios, não use pisca-piscas. Considere, ainda, guardar todos os embrulhos em um local seguro e só colocá-los próximos à árvore poucas horas antes da ceia - isso vai evitar que você encontre os papéis de presentes estraçalhados pela casa.

    Imagem: Getty Images

  • Getty Images

    ... e crianças

    Para quem tem filhos pequenos, as recomendações são parecidas. Se não conseguir posicionar a árvore em um local de difícil acesso, é fundamental não deixar as crianças se aproximarem sem a supervisão de um adulto. É prudente não pendurar enfeites afiados, quebráveis ou muito pequenos, que podem ser engolidos. Evite também os adornos que parecem doces ou alimentos, que podem confundir a criança. Uma boa ideia é montar uma árvore com ursos de pelúcia ou acessórios de pano. E se for instalar luzes na árvore, cheque bem se não há fios expostos ou ligações com defeito.

    Imagem: Getty Images

Topo