Últimas de Estilo de vida

Luminárias leves e delicadas causam impacto e roubam a cena na decoração

Divulgação/ Montagem UOL
As luminárias Shell Light, Candelier e Nebra impressionam pela delicadeza do design imagem: Divulgação/ Montagem UOL

Giovanny Gerolla

Colaboração para o UOL, em São Paulo

Além da função de iluminar a mesa de jantar, o hall de entrada ou a sala de estar, as luminárias de teto podem ser o principal objeto de decoração do ambiente. Se a intenção é escolher por uma peça escultural, sem ser extravagante, a dica é optar por um pendente delicado, com um jogo de luz e sombra criativo e original.

Levando em conta essa proposta, o UOL selecionou seis luminárias de design leve e efeito impactante que servem de inspiração para o layout da sua casa.

  • Divulgação

    Conchas

    A luminária Shell Light, desenvolvida pelo londrino Studio Tord Boontje (www.tordboontje.com), é inspirada numa brincadeira de náufragos que acabam em uma ilha deserta. Em um local de plantas tropicais, cores quentes e muitos pássaros, a ideia é imaginar o que se pode produzir com os materiais disponíveis nesse lugar. Feita com náilon moldado a laser, a Shell Light imita conchas do mar e foi confeccionada apenas como um protótipo, portanto, não está à venda. Por outro lado, interessados podem tentar convencer seus criadores a comercializá-la.

    Imagem: Divulgação

  • Divulgação

    Discos

    Criado pelo designer Sebastian Herkner e comercializado pela italiana FontanaArte (www.fontanaarte.com), Nebra é um pendente composto de discos de polímero injetado em dois tamanhos. A ideia era transformar as tradicionais luminárias esféricas, para lâmpadas incandescentes, em discos achatados, de vidro fundido, adaptados às pequenas LEDs. O nome Nebra vem de um disco de bronze, encontrado perto de uma cidade de mesmo nome, na Alemanha. A peça arqueológica é de 1.600 a.C. e foi referência aos primeiros esquemas criados pelo homem para representar os movimentos do sol e da lua.

    Imagem: Divulgação

  • Divulgação

    Lunar

    Costurada em processo artesanal, a Planet, da italiana Foscarini (www.foscarini.com), nasceu do desejo de criar um pendente que fosse esférico, mas totalmente oco, sem estruturação interna. O truque está no tecido, que surgiu de estudos sobre "roupas inteligentes" da marca Dainese, com apoio da Nasa, agência espacial norte-americana, e em parceria com o Instituto de Tecnologia de Massachusetts nos EUA. A consistência e elasticidade do material são responsáveis por estruturar a peça em estilo "lunar". Compatível com lâmpadas halógenas ou fluorescentes, a Planet é vendida em dois tamanhos: 80 cm ou 55 cm de diâmetro.

    Imagem: Divulgação

  • Divulgação

    Futurista

    A Space Cloud, do designer britânico Ross Lovegrove, é produzida pela italiana Artemide (www.artemide.com). No melhor estilo futurista das ficções científicas e espaciais, o corpo da luminária é de alumínio fundido a pressão e anodizado, suspenso por cabos de aço. Suas quatro placas de alumínio refletem a luz emitida pela fonte situada na parte inferior, criando um efeito de luz e sombra no forro.

    Imagem: Divulgação

  • Divulgação

    Galhos

    Forms in Nature parece uma obra de arte: a peça consiste em uma fonte de luz (lâmpada halógena de 90 watts) cercada por uma estrutura radicular, que também pode ser entendida como galhos de uma árvore seca. O efeito é o de uma floresta projetada em sombras sobre as paredes do ambiente, num eixo de 360°. Assinada pelo dinamarquês Hilden Diaz, a peça foi criada com impressões 3D a partir da mistura de um polímero solúvel em água, resistente a altas temperaturas. Se interessou? É possível encomendar o produto com o artista (www.hildendiaz.dk).

    Imagem: Divulgação

  • Divulgação

    Ursinhos

    O Candelier é uma luminária inspirada na paixão por Gummi Bears, balinhas de goma coloridas em formato de ursinhos. O norte-americano de Wisconsin, radicado em Nova Iorque, Kevin Champeny, providenciou moldes de silicone que deram vida aos ursos de acrílico, feitos artesanamente, um a um. Para produzir o modelo menor, com 45 cm de diâmetro e 3.500 ursinhos, o artista trabalha três semanas, em média; por sua vez, o pendente maior (78 cm de diâmetro e 14.500 pecinhas em forma de urso) pode levar meses para ficar pronto. Ambos são comercializados pela Jellio (www.jellio.com).

    Imagem: Divulgação

Topo