Casa e decoração

Casa e decoração

Neuza Paranhos

Colaboração para o UOL, de São Paulo

Pequenas hortas ou jardins podem ser organizados em carrinhos de supermercado ou chá, carriolas ou mesmo uma mesa com rodízios e se transformarem em canteiros facilmente transportáveis. A solução pode auxiliar no drible da falta de espaço e, de quebra, atender melhor às necessidades das plantas e jardineiros.

Por exemplo, você sempre quis uma hortinha na cozinha, mas o único espaço disponível da casa é o cômodo usado para trabalho e descanso: monte os vasinhos, reúna-os em um carrinho de chá bem bonito e aproveite a mobilidade. Grande parte das ervas aromáticas acabam por perfumar o ambiente e deixá-las na sala ou escritório purifica o ar e, quando precisar de uma folhinha de tempero durante a preparação do jantar, ter todas as opções à mão na área de cocção é conveniente.

Um luxo para as plantas

Apesar de ser um luxo para quem cultiva, o canteiro móvel beneficia, em especial, as plantas. A possibilidade de “seguir” o sol ao longo do dia é o principal diferencial. Além disso, o transporte de mais de um vaso ou floreira facilita a vida e permite que um conjunto - por exemplo, que decora um ambiente com piso de madeira - seja levado para um local onde possa ser regado abundantemente.

‘Um por todos, todos por um’

A gente sabe que a mobilidade dos vasos não é uma novidade: em feiras, lojas de jardinagem e até supermercados os suportes com rodízios - em diversos tipos, tamanhos, formatos e preços – há muito estão disponíveis. Mas, geralmente, esses apoios móveis dão conta de uma unidade. Se para a sua casa um desses basta, pesquise: atualmente as versões de alumínio ganharam concorrentes mais sofisticados e resistentes, como os feitos de madeira de demolição e apoiados em rodízios de silicone, que não riscam o piso.

Fontes: César Zanatto, designer especialista em reciclagem de materiais; e Marisa Lima, paisagista especialista em educação ambiental, recuperação de áreas degradadas e jardins históricos.

Suportes criativos

  • Reprodução/ Pinterest - steadmanscorner.blogspot.ca

    Carrinho de bebê

    Uma peça de antiquário como um velho carrinho de bebê pode ter sua beleza realçada ao servir como suporte para plantas. Neste caso, o cuidado com as regas serve não só para garantir a saúde das verdinhas, como também para preservar o objeto. Posicione o vaso sobre uma bandeja bem segura e exiba seu "rebento" em ocasiões especiais.

    Imagem: Reprodução/ Pinterest - steadmanscorner.blogspot.ca

  • Reprodução/ Pinterest - Harper's Bazaar

    Carrinho de chá

    Aquele carrinho de chá "de família" ou garimpado lojas de antiguidades serve para acomodar vasos de diversos formatos e estilos. Nas prateleiras inferiores, coloque plantas que não ultrapassem a altura disponível, para não atrapalhar o crescimento. O ideal é que as espécies do conjunto demandem luz de forma parecida, porém, cada planta precisa de uma quantidade específica de água, então cuidado.

    Imagem: Reprodução/ Pinterest - Harper's Bazaar

  • Reprodução/ Pinterest - wimp.com

    Carrinho de supermercado

    Transformar um carrinho de feira ou supermercado em um canteiro charmoso não é tarefa difícil. Neste exemplo, o cesto foi revestido com palha. A seguir, para garantir que tanto a palha como a terra que será colocada não se espalhem, forre com tecido, manta geotêxtil ou tela fina de náilon. Ao redor da estrutura, você pode plantar espécies floridas de pequeno porte e o "recheio" pode acomodar uma horta ou jardim, o processo de cultivo é o padrão e só varia de acordo com a planta escolhida.

    Imagem: Reprodução/ Pinterest - wimp.com

  • Reprodução/ Pinterest - thecottagemarket.com

    Carriola

    Carriolas (carrinhos de pedreiro ou carrinhos de mão) são fácies de encontrar. Algumas têm design interessante - e preços também - o que convida a outros usos. A jardineira móvel pode, ainda, sair de graça (ou quase): basta procurar em construções e ferros-velhos peças em desuso. De posse da sua carriola, o primeiro passo é fazer furos para a drenagem da água: com uma furadeira e brocas para metal, perfure alguns pontos laterais e no centro da base. Depois, forre com manta geotêxtil ou tela de náilon e, então, plante. Para incrementar o jardim móvel, pinte a peça: antes da tinta (esmalte sintético ou epóxi), porém, lixe cuidadosamente.

    Imagem: Reprodução/ Pinterest - thecottagemarket.com

Sem rodas, mas transportável

  • Divulgação/ www.noocity.com.br

    Horta de bolso

    Antenadas com a tendência mundial e urbana de produzir alimentos em casa, algumas empresas têm buscado soluções que podem ser apoiadas e transportadas facilmente. Um exemplo são os módulos Growpocket, da Noocity, que compõem desde jardins ou hortas verticais até pequenos canteiros de temperos para apês compactos. Trata-se de bolsões de tecido impermeável, capazes de acomodar plantas de pequeno e médio porte em paredes ou varais.

    Imagem: Divulgação/ www.noocity.com.br

Topo