Últimas de Estilo de vida

Plantas decoram as festas com leveza e podem ser incorporadas ao jardim

Getty Images
Flores e folhagens combinam perfeitamente com as festas e ainda perfumam o ambiente imagem: Getty Images

Simone Sayegh

Colaboração para o UOL, de São Paulo

Todo ano é a mesma coisa: quando chega o Natal os enfeites saem do armário e decoram casas e escritórios. Mas assim que passa o Ano Novo, lá vão eles para a gaveta. Essa rotina anual pode ser quebrada pelo uso de uma decoração viva e perene com plantas.

Há espécies que são intimamente ligadas a essa época festiva e que podem renovar o jardim ou ser incorporadas perfeitamente à decoração. Veja algumas sugestões que o UOL separou, para que você manter um gostinho de Natal pelo ano todo. 

Fontes: Bia Sandoval, decoradora eventos; Cássia Dias, geógrafa paisagista; Daniela Laloum, florista da Fulô Flores; e Gil Santos, decoradora eventos.

Da festa para a terra

  • Getty Images

    Açucena ou amarílis (Hippeastrum hybridum)

    Também conhecida como Flor-da-imperatriz, a amarílis com tonalidades avermelhadas conta com flores vistosas e se adapta bem ao cultivo em vaso. Sua cor é perfeita para a decoração natalina. A espécie demanda bastante luz e cresce melhor em temperatura amena. Decora com eficiência os interiores da casa no Natal, pois vivem a meia sombra, mas, após as festas, pode ser transportada para o jardim para formar maciços e bordaduras. A amarílis requer boa irrigação, drenagem eficaz e solo fértil.

    Imagem: Getty Images

  • Reprodução/ prettypinktulips.com

    Alegria-dos-jardins ou sálvia (Salvia splendens)

    Flores vermelhas são ideais para as comemorações do Natal. A sálvia possui flores tubulares, sendo recomendada para canteiros sob sol pleno e plantio durante o ano, para que possa se desenvolver até dezembro. A cor vibrante da flor e o perfume atraem beija-flores e borboletas.

    Imagem: Reprodução/ prettypinktulips.com

  • Getty Images

    Begônia "Merry Christmas" (Begonia rex hybrid)

    A begônia "Merry Christmas" é uma variedade muito ornamental de begônias rex, com folhas em vários tons (branco, rosa, vermelho, cobre, cinza-prateado e roxo) e inflorecências menos importantes. É perfeita para enfeitar a casa no Natal e pode ser incorporada ao paisagismo em vasos ou jardineiras. A espécie precisa de muita luz, mas não suporta insolação direta. Gosta de solo úmido e deve ser regada duas vezes por semana.

    Imagem: Getty Images

  • Getty Images

    Bico-de-papagaio (Euphorbia pulcherrima)

    O bico-de-pagagaio se adapta no vaso ou em canteiros como arbusto. As folhas são bem verdes e as brácteas (folhas modificadas que ficam ao redor das flores) são vermelhas ou brancas. Tóxica, essa planta deve ficar longe de crianças e animais domésticos, mas com o devido cuidado, pode ser usada para deixar a casa mais alegre e com as cores do Natal. O cuidado é simples: muito sol e pouco vento, com regas regulares. Se for plantado no jardim, esse arbusto pode chegar a três metros de altura e é muito usado como cerca viva. Leia mais

    Imagem: Getty Images

  • Divulgação/ Not On The High Street

    Buxinho (buxus sempervirens)

    O tradicional buxinho é um arbusto muito usado em cachepôs para decorar mesas laterais ou de centro, com laços de fita ou purpurina em sua copa. Por ser uma planta de meia sombra ou sol pleno, pode ficar tanto dentro como fora de casa, só exige solo fértil e regas regulares. Leia mais

    Imagem: Divulgação/ Not On The High Street

  • Getty Images

    Lágrima-de-cristo (Clerodendrum thomsoniae)

    A lágrima-de-cristo é uma trepadeira que floresce intensamente nesta época do ano. Possui flores vermelhas envoltas por um cálice branco, o que deixa o jardim muito bonito. Deve ser conduzida sobre suporte, em vasos ou em caramanchões e pergolados. Floresce na primavera e no verão e precisa ser cultivada em solo fértil sempre a pleno sol.

    Imagem: Getty Images

  • Getty Images

    Pinheiros, ciprestes e tuias

    O pinheiro é a árvore de Natal por excelência, mas no Brasil ele é substituído por ciprestes, criptomérias e, principalmente, tuias (foto). Essas espécies variam no perfume, formato e cor das folhas, mas depois das festas, todas devem ser plantadas diretamente no jardim ou deslocadas para uma área ensolarada do imóvel. Se a opção for por manter o exemplar em vaso, observe a necessidade de transplante periódico para acompanhar o crescimento da raiz. As regas devem ser intensificadas em tempos muito quentes, cerca de três vezes por semana (em vasos), mas se as folhas amarelarem é sinal de que a frequência deve ser diminuída. Leia mais

    Imagem: Getty Images

  • Reprodução/ inspiredbythis.com

    Suculentas

    No Natal, as muitas espécies de suculentas podem decorar mesas de centro, jantar e laterais, além de lavabos, com um toque natalino dado por fitas, bolas ou pinhas. Depois das festas é só mantê-las todas juntas em alguns pontos estratégicos da casa ou no próprio jardim. O segredo de cultivo é efetuar regas esporádicas, pois acumulam água nas folhas, e, se possível, deixar o exemplar junto a uma janela, pois grande parte das espécies precisa de muita luz. Leia mais

    Imagem: Reprodução/ inspiredbythis.com

Topo