Casa e decoração

Sapato na porta de casa pode ser bonito e mantém a poeira do lado de fora

Thalita Peres

Do UOL, em São Paulo

Quem nunca deixou o sapato no corredor, após chegar cansado do trabalho? Cada vez mais prática, a decoração permite que certos hábitos sejam incorporados à rotina, sem que o charme e a funcionalidade da casa sejam comprometidos. O hábito ajuda, ainda, a manter os ambientes mais limpos. Veja algumas dicas para adotar a prática.

 

  • Pinterest

    Organização é a palavra

    "Tudo bem agrupar os calçados usados na entrada, se houver algum móvel para abrigá-los", explica o arquiteto Marcelo Salum. Já pendurar casacos, ele diz, faz mais sentido em locais em que o inverno é mais rígido e onde, geralmente, há calefação. Para essa necessidade, a proposta é um armário charmoso, sem marcenaria fixa, o que permite a mudança de "layout" caso desejado. Uma forma eficaz e barata de resolver o problema do mobiliário é criar uma estante com caixotes de feira e posicioná-la sob um cabideiro de parede, como na foto.

    Imagem: Pinterest

  • Pinterest

    Tradição japonesa

    Deixar os sapatos na porta é comum na cultura oriental. Os japoneses tiram o par assim que entram no espaço, colocando-os no genkan: um desnível no piso, com ou sem tapetes, que serve para evitar que a sujeira chegue aos outros cômodos e a energia da rua se mantenha do lado de fora da morada. O arquiteto Marcelo Salum vê simbolismo no ato: "É como se deixássemos para lá os problemas e preocupações ao entrar em casa", mas adverte que tal hábito não pode ser cobrado das visitas, ao menos que o grau de intimidade seja alto, pois o risco de constrangimentos existe. Agora, se você não tem um degrau na entrada, improvise: coloque um capacho também do lado de dentro e deixe o calçado junto à parede. Para criar um cantinho descolado, que tal uma prateleira com ganchos e uma luminária bonita?

    Imagem: Pinterest

  • Pinterest

    Entrada surpreendente

    Para o arquiteto Marcelo Salum, o tamanho não faz diferença para quem pretende decorar o hall da residência e criar um espaço para abrigar algumas peças do vestuário. "Uma vez, o arquiteto Isay Weinfeld me deu uma definição ótima ao fazer uma analogia com o cinema: disse que um filme bom tem o começo e o fim impactantes e uma casa deveria seguir a mesma lógica". Mas surpreender o visitante já na entrada requer disciplina: use itens de decoração para criar uma entrada charmosa, deixe os calçados junto às paredes (se não tiver móveis para acomodá-los), sempre unidos e "em pé". E evite criar acúmulos nesse ambiente: não é porque o cabideiro tem cinco ganchos, que eles todos precisam estar ocupados; se usou o sapato hoje e não vai repeti-lo amanhã, tire o par da área de circulação e leve até o local de armazenamento.

    Imagem: Pinterest

  • Pinterest

    Clima de aconchego

    Por ser o primeiro espaço que o morador vê ao chegar em casa, o hall (ou corredor) deve receber de "braços abertos" e ser o mais aconchegante possível. Leve em consideração seu gosto pessoal e escolha as peças de decoração com cuidado. Bons itens para este espaço são os que podem ser posicionados bem próximos à parede ou apoiados nela. Obras de arte, fotografias, espelhos e luminárias são escolhas certeiras. Se houver espaço, faça como no exemplo da foto e coloque um banco e um tapete: eles facilitam na hora de tirar os sapatos (que podem ficar por ali e criar um clima despojado) e ainda deixam o ambiente bonito.

    Imagem: Pinterest

Topo