Últimas de Estilo de vida

Seis modificações simples ajudam a deixar a iluminação mais sofisticada

Simone Sayegh

Colaboração para o UOL, de São Paulo

  • Marcelo Negromonte/ Divulgação

    1 - Luzes embutidas

    No quesito iluminação, se você não quiser correr o risco de errar, a regra é a ditada pelo arquiteto modernista alemão Ludwig Mies van der Rohe (1886-1969): "Menos é mais". Por isso, o forro de gesso com muitas molduras perde força e entra em cena o gesso liso com sancas junto às paredes, onde as lâmpadas dos tipos LED ou dicroica são embutidas. Um bom exemplo é o projeto assinado por Gabriel Magalhães e Luiz Claudio Souza, no qual lâmpadas fluorescentes circundam o rebaixo e iluminam toda a sala, além dos focos embutidos.

    Imagem: Marcelo Negromonte/ Divulgação

  • Getty Images

    2 - Lâmpadas de filamento

    Tem uma decoração descolada em casa? Gosta do estilo Hipster ou de algumas coisas "vintage", mas está sem grana? Uma forma simples de renovar a iluminação é usar as lâmpadas com cara "antiguinha", de filamento. Elas podem ser encontradas em diversos formatos e tamanhos e ser usadas avulsas ou em grupo, simplesmente ligadas a um fio bonito em um cantinho de leitura, na sala de estar; sobre a mesa de jantar ou mesmo sobre o criado-mudo. Leia mais

    Imagem: Getty Images

  • Fabiano Ravaglia/ Divulgação

    3 - Iluminação em rasgos

    As luminárias de embutir também pedem que o forro tenha gesso liso, sem adornos excessivos, e igualmente dispensam as abas e molduras, são as chamadas luminárias "no frame" (ou seja, sem requadros). Nessa linha, os protagonistas são os rasgos de iluminação que podem ser totalmente preenchidos e nivelados com vidro ou permanecer "abertos". Porém, ambos são pensados de forma a ocupar locais estratégicos, sob móveis, pontos de interesse ou passagens em cozinhas, corredores, closets e salas, como no exemplo do projeto assinado pelo escritório Ravaglia & Philot.

    Imagem: Fabiano Ravaglia/ Divulgação

  • Junior Lago/UOL

    4 - LEDs econômicos

    Chique é ser sustentável: as lâmpadas LED são potentes, tem boa reprodução de cor e economizam muita energia. Há modelos que oferecem luz com atmosfera próxima à amarelada, gerada pelas incandescentes (as de 60 W já tiveram a venda proibida). Leia mais

    Imagem: Junior Lago/UOL

  • Katia Kuwabara/ UOL

    5 - Auxiliares indispensáveis

    Uma luminária auxiliar pode fazer maravilhas pela decoração de sua casa e, muitas vezes, não requerem sequer uma instalação, apenas uma tomada disponível. Para criar um clima intimista na sala, invista em uma bela peça do tipo coluna ou em uma arandela. A escada está escura? Instale balizadores próximos aos degraus. Precisa de um reforço para a leitura? É fácil descansar os olhos com o auxílio de uma luz focada (de mesa ou piso) sobre o tampo - como no exemplo do detalhe do ambiente assinado por Guilherme Torres para a edição 2015 da Casa Cor SP - ou a poltrona.

    Imagem: Katia Kuwabara/ UOL

  • Divulgação/ Fanaway

    6 - Ventilador de teto pode?

    Terror dos sonhos de muitos arquitetos e decoradores, o ventilador de teto pode ser inserido na decoração, mas observe o estilo do ambiente antes de escolher o modelo. No mercado, há modelos com design arrojado e, inclusive, alguns que "escondem" as pás quando fora de uso. [Fontes: Alessandra Abdala e Rubia Chedide, arquitetas.] Leia mais

    Imagem: Divulgação/ Fanaway

Topo