Vida em casa

Sete eletrodomésticos que parecem supérfluos, mas ajudam na rotina da casa

Getty Images

Simone Sayegh

Colaboração para o UOL, em São Paulo

O trabalho aumentou, o tempo diminuiu e muitos eletrodomésticos, considerados supérfluos no passado, se tornaram poderosos aliados para a faxina rápida e eficiente e o conforto doméstico. O UOL elencou sete aparelhos que ajudam nas tarefas e no bem-estar: conta pra gente, nos comentários, se você concorda com a lista e por quê.

Fontes: Gabriela Pestana, professora na Accademia Gastronomica e especialista em pasta fresca do Eataly; Lucy Mizael, personal organizer e Maria Cristina Lahr, docente do curso de hotelaria do Senac Aclimação.

  • Getty Images

    Faca elétrica

    Muita gente ainda pensa que faca elétrica só serve para fatiar carne de panela. Outras tantas pessoas acham que ter uma em casa é 'pura preguiça de cortar pão'. Mas esse eletro resistente ao tempo funciona muito bem para trinchar aves, queijos grandes, rocamboles e até legumes. O aparelho garante cortes finos e perfeitos, por isso é ideal para assados de festas e rosbifes caseiros. Além disso, a faca pode ser facilmente guardada em um armário e é muito simples de higienizar.

    Imagem: Getty Images

  • Getty Images

    Aspirador de pó

    Não tem pra ninguém: o aspirador é 'hors concours'. Queridinho de quem teria que varrer a casa, o aspirador de pó ganhou variações 'hi-tech' com o passar do tempo: há modelos verticais sem fio, práticos e fáceis de usar e guardar; os pequenininhos, que alcançam os cantos; os que aspiram líquidos e os com filtro hepa, que capturam partículas fi-nís-si-mas causadoras de alergia. Indispensável em casas com crianças, animais de estimação, estofados de tecido, tapetes e cortinas, o equipamento não levanta poeira, ao contrário da vassoura, e engole, inclusive, os ácaros.

    Imagem: Getty Images

  • Getty Images

    Multiprocessador

    Foi-se o tempo em que o multiprocessador era aquele presente de casamento trambolhão, eternamente guardado no armário. Os tamanhos variaram, assim como a potência e a ergonomia, tudo para facilitar (e muito!) o trabalho na cozinha principalmente em funções como picar e moer, quase impossíveis para a maioria dos liquidificadores. O aparelho ainda salva a vida de quem quer preparar algo gostoso, mas não tem técnica para algumas etapas manuais do preparo. Para evitar a preguiça, deixe o multiprocessador à mão, sobre a bancada mesmo.

    Imagem: Getty Images

  • Getty Images

    Panela elétrica

    Se você torce o nariz para esse eletro, não imagina o tempo que está perdendo na cozinha sem ele. A panela elétrica não se basta no arroz e prepara uma grande variedade de receitas dispensando a vigília constante, pois a maior parte dos modelos vem com 'timer', que permite a programação do tempo de cozimento. Além disso, o aparelho mantém a comida quentinha pelo período desejado e sem risco de queima.

    Imagem: Getty Images

  • Getty Images

    Lava-louças

    Quem tem um pouco de espaço na cozinha, não tem empregada doméstica e administra a casa sozinho pode fazer bom negócio ao investir em uma lava-louças. Tidas como item de luxo nos anos 80 e 90, as lavadoras tiveram seu tamanho e custo reduzidos depois dos anos 2000. A máquina, que só deve ser ligada em sua capacidade máxima, economiza água se comparada à lavagem manual, feita na pia. Há versões super tecnológicas que chegam a gastar apenas 50 ml de água. E, para quem dá festas em casa, imagine não ter que dar conta daquela 'louçarada' depois que os convidados vão embora... Leia mais

    Imagem: Getty Images

  • Getty Images

    Cooktop elétrico

    Outro aliado de quem recebe em casa é o cooktop elétrico, especialmente em tempos de varanda 'gourmet'. Com ele, você pode manter a comida aquecida até a hora de servir, sem se preocupar com correntes de ar que apaguem a chama do fogão. Os chefs também podem finalizar o prato e mostrar os dotes culinários pertinho dos convidados: basta uma tomada, um dia lindo de sol e aquela receita inspiradora, já que há modelos pequenos e portáteis.

    Imagem: Getty Images

  • Getty Images

    Adega climatizada

    Casa não é só para dormir, tomar banho e ver TV. Casa serve pra gente ser feliz e, em dias em que as pessoas querem economizar e o cuidado ao dirigir é essencial, uma adega climatizada não é simples questão de luxo: é uma necessidade para muitas pessoas. A boa notícia é que um eletrodoméstico desses passou a ser mais acessível e pode caber em qualquer cantinho, como os com capacidade para apenas 6 garrafas. Os vinhos ficam na temperatura ideal e não ocupam espaço na geladeira.

    Imagem: Getty Images

Topo